Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Moradores de rua poderão ser abrigados em casas de apoio, em Cacoal (RO)

0

Aproximadamente 15 pessoas vivem em avenidas e praças públicas da cidade.
Iniciativa faz parte do projeto ‘Todos Pelos Moradores de Rua’.

Moradores de rua de Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho, poderão ser abrigados em casas de apoio, desde que sejam motivados por vontade própria, conforme a Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho (Semast). Nesta sexta-feira (17), uma tenda deverá ser montada pelo órgão, na praça da Avenida Belo Horizonte, para cadastrar e prestar atendimento às pessoas que desejarem o benefício.

Segundo a Semast, aproximadamente 15 pessoas vivem nas principais avenidas e praças públicas de Cacoal. O atendimento será realizado para aqueles que possuem a dependência de algum vício, como álcool ou drogas. A iniciativa será realizada por meio do projeto ‘Todos Pelos Moradores de Rua’, que prevê uma parceria entre a Semast e instituições que oferecem serviço de recuperação de dependentes.

“A secretaria entra com a parte de assistência ao morador de rua, oferecendo assistente social, psicólogos, unidade móvel para que eles possam ser conduzidos até a casa que servirá de abrigo. As casas de abrigo estão nos concedendo o alojamento e a alimentação”, explicou o secretário de Assistência Social, Elias Moisés, em entrevista à Rede Amazônica.

Boa parte dos moradores de rua de Cacoal fica concentrada em uma praça pública localizada na Avenida Belo Horizonte. Nesta sexta-feira, a partir das 8h, a Semast deverá montar uma tenda para começar os cadastros e os atendimentos para ajudar de forma voluntária essas pessoas.

De acordo com a secretaria, a comunidade também pode contribuir com o projeto doando materiais de higiene pessoal, basta procurar a Semast.

“As pessoas que desejarem e puderem doar shampoo, sabonete, escovas de dentes, ou seja, aqueles materiais de higiene básica, como também roupas, colchões, lençóis, toalhas de banho, tudo isso será muito bem-vindo”, enfatiza Elias.

Com a iniciativa, o Município espera manter as atividades de auxílio e recuperação dessas pessoas, evitando que elas retornem às ruas.

Fonte: g1.com

Comentários
Carregando