Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Morre o jornalista rondoniense Carlos Neves

0

Carlos Neves foi diretor de comunicação da Assembleia, onde atuou por mais de 30 anos

O jornalista Carlos Neves de Araújo morreu na madrugada desta quarta-feira em Porto Velho. As causas ainda não foram informadas, mas ele estava hospitalizado na UTI de um hospital particular da capital.

Carlos Neves foi diretor de comunicação da Assembleia, onde atuou por mais de 30 anos. Foi assessor também de vários órgãos públicos, como o Ministério Público do Estado. Foi editor do Jornal Alto Madeira.

Na Assembleia, o começo da trajetória de Carlinhos, como era conhecido, foi no gabinete do deputado Walter Bártolo. Depois, com a aprovação no concurso, Carlinhos Neves passou a integrar a equipe da Assessoria de Imprensa, já que era jornalista com passagem pelos jornais O Guaporé, O Parceleiro, A Tribuna e Alto Madeira.

Em sua trajetória no Poder Legislativo de Rondônia, Carlinhos Neves respondeu como assessor de imprensa da Assembleia em janeiro de 1989, foi assessor de imprensa do Poder em 2000 e diretor de comunicação social em 2012. Quando não esteve em cargo de direção, sempre desempenhou suas funções como jornalista. Seus conhecimentos técnicos na área de jornalismo foram requisitados pela Secretaria de Indústria e Comércio de Rondônia, onde foi assessor de imprensa em 1993; Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia (Iperon), como assessor de imprensa, no período de 1996 a 1999; Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, como secretário de imprensa, assessor da presidência e assessor de imprensa do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho, no período de 2001 a 2003, e assessor de imprensa do Ministério Público do Estado de Rondônia no período de 2003 a 2006. Teve o trabalho reconhecido com moção de aplausos em várias ocasiões.

Confira abaixo Nota de Pesar da Assembléia Legislativa e do Ministério Público:

Nota de Pesar

É com profundo pesar que o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB), comunica o falecimento do jornalista Carlos Neves, servidor estatutário desta Casa de Leis há mais de 30 anos e ex-diretor do Departamento de Comunicação (Decom).

Carlinhos, como era conhecido, foi editor do jornal Alto Madeira e trabalhou nos principais jornais de Rondônia. Também foi cedido pela Assembleia Legislativa para prestar serviços no Governo do Estado, no Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região e no Ministério Público do Estado.

O velório será na residência da mãe de Carlos Neves, dona Luzia Neves de Araújo, à rua Elias Gorayeb subesquina com Dom Pedro II. O sepultamento será no Cemitério dos Inocentes, na quinta-feira (11), às 9h. Ele deixa a esposa, Edilena Froes de Araujo.

Aos familiares, amigos e colegas de trabalho, rogamos ao nosso Pai Celestial que a acolha na família espiritual e conforte o coração de todos.

Maurão de Carvalho

Presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia

Nota de Pesar

O Ministério Público do Estado de Rondônia manifesta seu mais profundo pesar pelo falecimento do jornalista Carlos Neves, ocorrido na madrugada desta quarta-feira, 10 de agosto, em Porto Velho.

Carlos Neves integrou o quadro funcional do Ministério Público, no período de 2003 a 2006, como assessor de imprensa da Instituição, cumprindo com profissionalismo e dedicação exemplar a missão de informar as ações do MP em favor da sociedade, demonstrando consciência e clareza sobre a importância de um fazer jornalístico ético e de uma comunicação pública voltada para o efetivo serviço à população.

Neste momento de dor, o Ministério Público manifesta sua solidariedade à família, aos amigos e colegas de trabalho, rogando a Deus que conforte seus corações.

Airton Pedro Marin Filho

Procurador-Geral de Justiça

Comentários
Carregando