Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Morte misteriosa de garota em condomínio de luxo intriga policiais

Jovem foi encontrada por moradores amarrada em uma árvore em Bertioga (SP). Ela ficou seis dias desaparecida, e namorado ainda não foi localizado

0

A Polícia Civil tenta descobrir as circunstâncias da morte de Gabrielly Teixeira de Oliveira Santos, de 20 anos, cujo corpo foi encontrado preso a uma árvore em um condomínio de luxo em Bertioga, no litoral de São Paulo, na noite de sábado (6). Após a descoberta de novas evidências, na noite desta terça-feira (9), a polícia investiga a possibilidade da cena do crime ter sido forjada para simular um suicídio.

Gabrielly ficou desaparecida por seis dias, mas o namorado Sillas Schimidt, que é publicitário e trabalha como DJ e familiares não acionaram as autoridades. O corpo foi encontrado por turistas que caminhavam pela Alameda do Redo, na Riviera de São Lourenço.

A princípio, o caso era tratado como um suicídio, uma vez que a jovem estava com uma corda amarrada ao pescoço e parcialmente pendurada em um galho de árvore em meio a um matagal.

“Existe a possibilidade que não seja [suicídio]. A cena pode ter sido montada. No boletim de ocorrência, está registrado que os policiais verificaram o que parecia ser um afundamento em um dos lados do crânio, e os pés dela estavam tocando o chão [não estava suspensa]”, explica o delegado titular da cidade, Sergio Nassur.

Corpo foi encontrado por turistas em condomínio de luxo (Foto: Reprodução/Aconteceu em Bertioga)

Corpo foi encontrado por turistas em condomínio de luxo (Foto: Reprodução/Aconteceu em Bertioga)

Após ter sido encontrado e o local periciado, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Santos, para que os exames possam identificar a real causa da morte. “O nó da corda estava embaixo do queixo dela, mas, geralmente, teria que ficar atrás, na nuca. A cena que estava ali não é padrão de suicídio”.

Gabrielly morava em São Vicente, SP, segundo informações da polícia (Foto: Arquivo Pessoal)

Gabrielly morava em São Vicente, SP, segundo informações da polícia (Foto: Arquivo Pessoal)

Os policiais, entretanto, ainda não conseguiram localizar o namorado dela.

“Ele não é tratado como suspeito, mas eu quero que ele me esclareça o que aconteceu, o que sabe e o que viu. Por qual motivo ele não procurou a polícia durante o desaparecimento dela? Por qual motivo ele não procurou a família da vítima durante esse período?”, pontua o delegado.

Gabrielly e o namorado, que não registrou o desaparecimento nem foi encontrado

Nassur apurou, ainda, que a jovem não morava com os familiares, com quem não tinha proximidade constante, mas também não vivia com o namorado, com quem teria um relacionamento há alguns meses.

“Não há boletim de desaparecimento dela. Estamos tentando preencher as lacunas desse caso para esclarecê-lo”, afirmou o delegado.

Caso é investigado pela equipe da Delegacia Sede de Bertioga, SP (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Caso é investigado pela equipe da Delegacia Sede de Bertioga, SP (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

G1

Comentários
Carregando