fbpx
Motorista morto com vereadora estava desempregado e trabalhava fazendo bico

O motorista Anderson Pedro Gomes, de 39 anos, estava desempregado e trabalhava fazendo bico quando foi assassinado dentro do carro onde estava a vereadora Marielle Franco (PSOL). O velório de Gomes está marcado para 13h na Câmara Municipal do Rio, pela entrada da rua Alcindo Guanabara. O enterro será às 16h no Cemitério de Inhaúma, na zona norte do Rio.

Gomes era casado com Ágatha Arnaus e tinha um filho, Arthur, de apenas um ano e 10 meses. Julia Arnaus, irmã de Ágatha, lamentou o assassinato e disse que o motorista era “um excelente pai”. “Ele era maravilhoso. Era demais. Bom pai, excelente pai”, afirmou à reportagem.

Julia usou as redes sociais para protestar contra o assassinato do motorista. “Mais uma vida ceifada,arrancada ,assassinada, país de impunidade, país em que um pai de família sai de manhã pra trabalhar e não volta”, escreveu. Segundo ela, o motorista era “um ser de luz amado por todos.”

“Agora sobra a família, mais um filho que cresça sem pai, mais uma mãe que enterra seu filho mais uma esposa que enterra seu marido”, afirmou. “Descanse em paz grande homem! Homem de luz você é e sempre vai ser”.

Crime

A vereadora, de 38 anos, foi morta a tiros na noite desta quarta dentro do carro em que seguia para casa. O ataque à Marielle ocorreu no centro do Rio. Uma assessora que acompanhava a vereadora e o motorista sobreviveu ao ataque apenas com ferimentos leves.

Fonte: istoé

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta