MP denuncia Rover mais três ex-secretários
MPE 

GAECO relatou esquema de desvio de recursos da SEMCOM

Uma nova denúncia contra o ex-prefeito de Vilhena, Zé Rover (PP) acaba de ser protocolada na justiça. Assinam o documento seis promotores ligados ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público de Rondônia.

Rover é acusado de pagar despesas pessoais com recursos desviados da Secretaria Municipal de Comunicação. Além dele, foram denunciados os ex-secretários Gustavo Valmorbida, Luís Serafim e Severino Miguel de Barros Júnior. Os dois primeiros, que já haviam sido condenados a 76 anos por outros crimes, agora responderão também por formação de quadrilha.

Ao relatar o esquema, o GAECO anexou à denúncia transcrições de conversas telefônicas interceptadas com autorização judicial, de alguns dos acusados, nas quais eles combinam pagamentos ilegais. Um dos que assinam o documento, o procurador Claudio Wolf Harger, esteve em Vilhena logo após a prisão de Rover, em novembro do ano passado, quando classificou o mandatário como “chefe da organização criminosa”.

Embora haja citações a empresas e profissionais, eles não foram denunciados. A lista dos que receberam parte do dinheiro desviado, identificados através da quebra de sigilos bancários pela Polícia Federal, está em poder do MP de Vilhena, a quem caberá analisar cada caso.

Leia, na íntegra, as razões para a nova ação do Ministério Público contra Rover e parte de seu secretariado.

 

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário