MP Fiscaliza Unidades de Saúde em Guajará-Mirim e Nova Mamoré

In Ministério Público
Espalhe essa informação

O Ministério Público iniciou operação de fiscalização nas unidades de saúde de Guajará-Mirim e Nova Mamoré para diagnosticar a atual situação dos hospitais, postos e centros de saúde da área urbana e rural daqueles municípios.
O propósito da fiscalização é concluir investigação realizada pela 1ª Promotoria de Justiça – Curadoria da Saúde de Guajará-Mirim – em sede de inquérito civil público instaurado para apurar eventuais irregularidades no sistema local de saúde pública atualmente oferecido aos cidadãos.
A fiscalização conjunta foi articulada por meio da equipe do Centro de Apoio da Saúde – CAOP-Saúde, órgão de auxílio à atividade funcional dos Promotores de Justiça que atuam na defesa da saúde nas comarcas do Estado.
A diligência está sendo executada por técnicos e analistas do Conselho Regional de Farmácia, Conselho Regional de Enfermagem, Ministério da Saúde, Agência Estadual de Vigilância Sanitária, além de militares do Corpo de Bombeiros do Subgrupamento local.
Com a confirmação das informações coletadas na operação, o MP adotará medidas cabíveis junto às instâncias próprias e autoridades competentes, visando ao aparelhamento e disponibilização de serviços adequados às demandas e interesses difusos da área da saúde.

Fonte: Ascom MPRO

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

Coluna – Deputados “pró-Maurão” falam abertamente em traição contra o presidente da ALE

Espalhe essa informação Eles querem que Confúcio “feche logo com Acir” para “baixar a bola” do presidente; e ainda,

Read More...

MPT afirma que Greve Geral de sexta-feira é legitima e justa contra Reforma Trabalhista

Espalhe essa informação O MPT ainda reforça sua posição institucional contra as medidas de retirada e enfraquecimento de direitos

Read More...
Senadores articulam “meio-termo” para extinção de foro privilegiado

Senado aprova projeto que altera a Lei de Abuso de Autoridade; veja íntegra do texto

Espalhe essa informação O substitutivo, que tinha sido aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) pela manhã,

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu