Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

MP pede prisão de tenente por suposta tortura de aluno em treinamento

0

A 24ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá (MT) denunciou e pediu a prisão preventiva da tenente do Corpo de Bombeiros Izadora Ledur de Souza Dechamps por crime de tortura. Para os investigadores, a conduta dela resultou na morte do aluno Rodrigo Patrício Lima Claro, de 21 anos, na capital mato-grossense, em 10 de novembro. Além da tenente, cinco militares foram denunciados pelo mesmo crime.

O caso ocorreu durante o treinamento de atividades aquáticas em ambiente natural do 16º Curso de Formação de Soldado Bombeiro do Estado de Mato Grosso, na Lagoa Trevisan.

Segundo o Ministério Público, os responsáveis pelo treinamento não só “ignoraram a situação como utilizaram-se de métodos totalmente reprováveis, tanto pela corporação militar, quanto pela sociedade civil, para castigar os alunos do curso que estavam sob sua guarda”.

De acordo com as investigações, a vítima foi submetida a intenso sofrimento físico e mental com uso de violência. A atitude teria sido a forma utilizada pela tenente para “punir Rodrigo por ele ter apresentado mau desempenho nas atividades dentro da água”.

Diz um trecho da ação que “o aluno chegou a se jogar no chão na posição fetal e com as pernas encolhidas por não conseguir ficar em pé”. “Nesse momento, a tenente teria humilhado-o perante todos.”

O MP requereu ainda a perda do cargo público de bombeiro militar e a condenação na obrigação solidária de indenizar os danos causados pelo crime. Valores devem levar em conta a duração provável da vida da vítima.

Procurados, os advogados da tenente ainda não se manifestaram.

Fonte: metropoles.com

Comentários
Carregando