MST ataca prédio da afiliada da Globo em Porto Velho

[su_frame align=”right”] [/su_frame]

Muros da TV Rondônia foram pichados em plena luz do dia e autoridades não coíbem o vandalismo
Muros da TV Rondônia foram pichados em plena luz do dia e autoridades não coíbem o vandalismo

Integrantes do Movimento Sem Terra (MST) estão neste momento em frente ao prédio da TV Rondônia, afiliada da Rede Globo em Porto Velho realizando pichações e gritando palavras de ordem como “o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo” e acusando a emissora de integrar a “mídia golpista”. Os manifestantes, cerca de 1 mil, estão desde as primeiras horas desta quinta-feira percorrendo diversos pontos da cidade, segundo ele, “protestando a favor da Petrobrás” e pedem “o fim da expansão do agronegócio”. Ambas as pautas não fazem o menor sentido na atual conjuntura que vivemos, declarou um transeunte que acompanhava a “manifestação”.

Nesta quinta-feira foram registrados pelo menos dois incidentes envolvendo a imprensa local. O blogueiro Carlos Caldeira foi acusado de ser “P2” por manifestantes e quase foi agredido, sendo salvo por outros que o reconheceram e um repórter do Rondoniaovivo, que teve seu celular quebrado e sofreu ameaças enquanto fotografava a manifestação. Os integrantes do MST estão portanto foices afiadas e não houve nenhum tipo de repressão por parte das autoridades.

 

 

 

msta mstb mstc

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta