fbpx
MST bloqueia BR-277 no Paraná pelo terceiro dia consecutivo

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) interdita pelo terceiro dia consecutivo, no quilômetro 468 da BR-277, em Nova Laranjeiras, no sul do Paraná. Cerca de 3 mil pessoas estão nas imediações do local de bloqueio. Os manifestantes pedem uma audiência com o governador Beto Richa e portam armas brancas, como facas, foices e cassetetes improvisados.

A rodovia havia sido liberada na noite de quinta-feira (19) pelos manifestantes e retomaram o bloqueio por volta das sete horas desta sexta-feira (20). O desvio proposto pela Polícia Rodoviária Federal aumenta o percurso em 130 quilômetros, passando pelas cidades de Candói, Chopinzinho Quedas do Iguaçu, Boa Vista da Aparecida e Cascavel.

Na quinta (19) o MST afirmou que conseguiu agendar uma reunião com o governador para a próxima segunda-feira (23). Os trabalhadores contestam uma decisão judicial que determinou a reintegração de posse da Fazenda de Santa Maria, que é propriedade de investigados da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que estava ocupada pelos manifestantes. Policiais permanecem no local.

Cerca de 4,5 mil pessoas do MST ocupavam a fazenda desde o dia 18 de março, para “denunciar desvio de recursos públicos e reivindicar à área para a reforma agrária”. Os sem-terra resistiram à operação da polícia e atearam fogo em dois caminhões na BR-277, na altura do Km 706. A rodovia foi totalmente bloqueada entre às 6h30 e 8h30 para tentar impedir a passagem dos policiais.  Os caminhões incendiados são do próprio MST.

As informações são do Portal Paraná

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta