Mudanças na aviação são golpe contra direitos dos passageiros, aponta Idec

In Direito do consumidor
Espalhe essa informação

“Companhias aéreas deveriam obedecer o Código de Defesa do consumidor”, diz advogada

A normativa da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), que será votada na semana que vem, pode piorar a vida do passageiro. De acordo com Claudia Almeida, advogada do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), as medidas reduzem direitos que já existem.

Uma das propostas a ser votada é o direito de arrependimento. De acordo com a Anac, o passageiro terá 24 horas para desistência da compra sem pagar qualquer taxa ou multa.

A advogada ressalta que esse direito já existe no Código de Defesa do Consumidor e deveria ser seguido pelas companhias aéreas.

— O consumidor tem o direito de arrependimento de sete dias. Isso já existe no artigo 49 do CDC, e as companhias aéreas deveriam obedecer a lei. Com a resolução da Anac, o direito se reduz a 24 horas.

Outra proposta criticada é o fim da franquia de bagagem. De acordo com a proposta, as bagagens despachadas seriam pagas a parte, não mais incluídas na tarifa, o que, em tese, diminuiria o valor de quem não vai despachar.

Mas o Idec aponta que isso pode confundir o consumidor, mesmo porque, as companhias têm liberdade para lançar qualquer preço na passagem.

— Quanto seria cobrado por quilo de bagagem? Como estabelecer esse valor? Na hora de pesquisar o valor de uma passagem aérea, agora, a pessoa tem que ver o valor e somar os quilos que vai despachar, mas nem esse valor está claro. Vai confundir o consumidor.

Para o professor de economia, gestão de preços e receita no curso de aviação da Universidade Anhembi Morumbi, Francisco Perez, as mudanças seguem a tendência mundial na aviação e esse é um bom caminho para contornar a crise.

 — É assim no exterior também. As bagagens são pagas a parte, e o preço para quem não tem tem malas a despachar é diferente. Em meio à crise, as empresas estão tentando manter o preço, e essa é uma boa solução para que os valores não aumentem, uma vez que o custo aumentou.

Na proposta, ainda está o fato de o passageiro poder corrigir o nome no ticket da passagem, caso haja um erro, sem ter que pagar taxa extra ou, em caso extremo, perder o voo, porque passagem não bate com o nome do documento pessoal.

Mais uma vez a advogada questiona a normativa. Ela completa que o fato de cobrar para corrigir o nome já é um abuso, pois o erro, muitas vezes, pode ter sido cometido na hora da emissão da passagem. Ou seja, o erro pode ser da própria companhia aérea.

Já a Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) acredita que as medidas estimulam a competividade e conduzem à queda de preços e melhores serviços. Em nota, ainda completou.

“O histórico do setor aéreo mostra que, quando há aumento de competição, o valor dos bilhetes recua: de 2002 (desregulamentação das tarifas aéreas) a 2014, o preço das passagens teve queda de cerca de 40%”

Para a Anac, as propostas fazem parte de um “conjunto de ações voltadas à melhoria do ambiente de negócios no país, à diversificação de serviços, à redução dos custos das empresas aéreas e ao incentivo à concorrência, buscando, ao final, reduzir os preços das passagens”.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

Governo federal vai lançar pacote para obras municipais

Governo federal vai lançar pacote para obras municipais

Espalhe essa informação A Caixa Econômica Federal dará financiamento para as áreas de mobilidade urbana, resíduos sólidos, iluminação pública,

Read More...
Notas exclusivas de Painel Político

Governo do Pará censura jornalistas que acompanham ocorrências policiais

Espalhe essa informação A proposta de censura chegou aos grupos de whatsapp de vários PMs O Governo do Estado

Read More...
Show de Luan Santana nas Olimpíadas é cancelado

Palco desaba e fere seis durante show de Luan Santana

Espalhe essa informação As seis vítimas tiveram escoriações durante a queda ou se feriram ao serem atingidas por partes

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu