Mulher morre após ser derrubada por rajada de vento de avião no Caribe

Neozelandesa de 57 anos estava pendurada na cerca da pista do aeroporto. ‘Brincadeira’ é comum entre os turistas, apesar de placas sinalizarem o perigo da prática

Uma mulher da Nova Zelândia morreu em St. Maarten, no Caribe, após ser derrubada por uma rajada de vento causada por um avião.

De acordo com o relato da BBC, ela estava pendurada na cerca do Princess Juliana International Airport, quando foi derrubada por uma rajada de vento causada pela decolagem de uma aeronave, um Boeing 737.

A “brincadeira” é famosa entre os turistas que frequentam a praia que fica a poucos metros da cabeceira da pista do aeroporto. A cerca é sinalizada com placas que pede que os turistas não se pendurem no local, justamente por causa do risco de acidentes.

Segundo a Fox News, o incidente aconteceu na última quarta-feira (12). A mulher, de 57 anos, chegou a ser resgatada com vida, mas se chocou contra uma mureta de concreto e ficou seriamente ferida, e morreu em um hospital local.

O diretor de turismo da ilha, Rolando Brison, confirmou a morte para o jornal “NZ Herald”. Apesar de não ter dado detalhes sobre a morte, ele disse que autoridades irão analisar imagens de câmeras na região para determinar o que aconteceu exatamente. Com G1

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta