Mulher que dizia ‘ouvir a voz de Deus’ descobre tumor cerebral

Pesquisadores da Universidade de Berna, na Suíça, acompanharam um caso que pode abrir novas portas aos estudos da esquizofrenia. Isso porque uma mulher, que apresentava diversos sinais da doença e alegava poder “ouvir a voz de Deus”, foi diagnosticada com um tumor cerebral, o responsável por todas as alucinações e experiências religiosas relatadas pela paciente.

A mulher, cujo nome não foi divulgado, começou a perceber algumas mudanças na sua forma de perceber o mundo. Ela se tornou mais religiosa, sentiu ter passado por experiências sobrenaturais e acreditava ser capaz de “ouvir a voz de Deus”. Depois de alguns episódios excepcionais, descobriu que, na realidade, suas vivências eram o produto de um tumor que surgiu em seu cérebro.

As primeiras suspeitas apontavam para uma doença psiquiátrica, como a esquizofrenia. Contudo, alguns dos sintomas descritos pela paciente instigaram os médicos a pesquisarem um pouco mais a fundo sobre a sua possível condição, o que a levou a fazer uma ressonância magnética cerebral.

O exame revelou uma massa tumoral na estrutura chamada tálamo. “A massa estava localizada em uma rede considerada vital para percepções vocais”, explicou Sebastian Walther, professor de neurociência psiquiátrica , o que justifica as experiências sentidas pela paciente.

Avanços na compreensão da esquizofrenia

Como a mulher desenvolveu sintomas muito característicos da esquizofrenia – alucinações, percepção de vozes e constantes delírios, por exemplo –, os pesquisadores acreditam que analisar sua condição pode ser muito importante para entender melhor a doença mental.

Os acadêmicos, especialistas em pesquisa em esquizofrenia , perceberam que este caso possui potencial para ser mais um passo para comprovar uma teoria sobre a doença. De acordo com os suíços, os sintomas da condição podem ser desencadeados por interrupções em determinadas áreas do cérebro, e não em todo o órgão.

O tumor foi diagnosticado na paciente há dois anos. A mulher começou a ser medicada para diminuir a frequência das alucinações, porém, ela decidiu parar com o tratamento após algum tempo, quando as vozes “de Deus” retornaram.

Fonte: 24horasnews

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta