Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Mulher que simulou sequestro para ficar com R$ 800 mil de banco, é presa pela PF

0

A Polícia Federal deflagrou ontem (7/4) a fase ostensiva da Operação Saque Rápido, instaurada para apurar as condições da subtração de R$ 800 mil de uma agência bancária de Maringá, ocorrida em agosto do ano passado.

A PF deu cumprimento a dois mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva.

Na época do crime, uma funcionária disse que foi sequestrada e que teria sido obrigada a dopar seu filho, que ficou em poder dos supostos sequestradores, enquanto ela se dirigia à agência bancária para retirar o valor de R$ 800 mil e entregá-lo a eles.

Durante as investigações, a PF realizou diversas diligências e obteve imagens internas e dos arredores da agência bancária, detectando diversas contradições e omissões nos depoimentos da funcionária. Além disso, foi constatado que um celular utilizado pelo suposto sequestrador teria sido adquirido três dias antes por um amigo que reside na mesma casa da funcionária.

A PF também encontrou grande quantia de dinheiro embalada com fitas da agência bancária, na casa da funcionária. Esse dinheiro estava com carimbos da empresa de transporte de valores, datados poucos dias antes do suposto sequestro, indicando que a funcionária simulou o crime para subtrair os valores do banco.

Os presos poderão responder pelos crimes de peculato e comunicação falsa de crime.

Comentários
Carregando