fbpx
Mulher traída descobre caso extraconjugal e tenta atropelar a outra

Na noite de ontem, foi registrada na DPC de Vilhena, uma ocorrência policial inusitada: uma mulher tentou matar a outra por atropelamento nas proximidades de uma igreja no centro de Vilhena. O crime só não foi consumado por causa da reação da vítima, que atirou um celular no para-brisa do carro, obrigando a condutora a dar marcha-ré.

De acordo com o relato policial, a mulher de 32 anos foi abordada pela outra, que tem 26. A mais nova teria chamado a vítima de “chifruda” e, em seguida, jogou o carro em cima dela, prensando-a contra a parede do templo.

Conforme a denunciante, ela já registrou várias queixas contra a agressora e, como a polícia não toma providências para contê-la, começa a temer por sua própria vida e também pela dos filhos.

A mulher atacada disse que a razão da violência da agressora é o fato de ela manter um relacionamento extraconjugal com seu marido. Após a tentativa de homicídio a acusada fugiu e não foi localizada.

Fonte: Folha do sul

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta