Mulheres de PMs e manifestantes contra a greve entram em conflito em Vitória

Manifestantes tacaram fogo em pneus, e agentes dos Exército precisaram intervir

Manifestantes contrários à paralisação dos Policiais Militares em Vitória, no Espírito Santo, e familiares de PM que bloqueiam a saída dos policiais dos quartéis entraram em conflito na tarde desta terça-feira, em frente ao Quartel do Comando-Geral da PM capixaba. Agentes do Exército que foram reforçar o policiaimento nas ruas da Grande Vitória precisaram atuar para acabar com a briga. Desde sábado, dezenas de mulheres de policiais obstruem a saída de veículos do quartel.

Durante a tarde, um grupo de manifestantes contrários à paralisação da PM se postou do outro lado da rua e começou a dar gritos de ordem contra o movimento das mulheres, que tinham a seu lado alguns policias de folga. Por volta das 17h, os manifestantes tacaram fogo em pneus, interrompendo o trânsito na Avenida Maruípe, em Vitótia.

Os dois lados se xingavam e o clima estava perto da briga física quando chegou o caminhão com cerca de dez homens do Exercito. Os militares dispersaram os manifestantes e liberaram a via, retirando os pneus queimados.

Deixe uma resposta