Músico do Cidade Negra é condenado por agredir a mulher

Bino Farias, baixista da banda Cidade Negra, foi condenado a dois anos de serviços comunitários por agredir a mulher, com quem foi casado por 17 anos. Segundo denunciou, durante anos ela sofreu agressões.

“Foram 17 anos de agressões físicas, psicológicas e patrimoniais. Eu espero que o meu depoimento possa auxiliar principalmente na prevenção de casos como o meu. O meu desejo é que outras mulheres e suas famílias não carreguem as mesmas marcas de violência”, disse a técnica de áudio Marcele Simeão, segundo o colunista Leo Dias, de O Dia.

O músico chegou a ameaçar Marcele de morte em 2014, desencadeando uma ocorrência policial, que levou o casal a se separar definitivamente. De acordo com ela, as agressões foram de cunho físico, psicológico e patrimonial.

O baixista foi enquadrado na Lei Maria da Penha e condenado pelo juiz André Luiz Cidra, do Juizado de Violência Doméstica de Niterói, no Rio de Janeiro. O músico não se manifestou sobre a condenação.

Fonte: metropoles.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta