No RJ, estado paga R$ 27 mil inicial à promotor, mais penduricalhos; em NY o salário é de R$ 16, 5 mil

Enquanto o país pega fogo com a questão do auxílio-moradia para membros do Judiciário e Ministério Público, o Estado do Rio de Janeiro, que está financeiramente quebrado, divulgou nesta terça-feira, 30, a abertura do concurso para promotor de justiça, com salário inicial de R$ 27 mil.

Serão 32 vagas, sendo 5% reservada a portadores de necessidades especiais e 20% para negros. Comparativamente, um promotor de justiça do Rio de Janeiro recebe como salário quase 6 vezes mais que um promotor de Nova York (EUA).

Por lá, o salário é de U$ 62 mil dólares anuais, que dividido pelos 12 meses do ano dá pouco mais de U$ 5 mil, ou o equivalente a R$ 16,5 mil/ mês. E sabe o que mais o promotor recebe? Um celular.

Já no Brasil, engordam a conta os auxílios-moradia, creche, livros, paletó, diárias…

A observação é da jornalista Lúcia Guimarães, que é colunista da Folha de São Paulo lá em Nova York.

E ela ainda acrescentou que aumento de salário só se o orçamento de NY permitir e completou, o aluguel médio de um apartamento de sala e 2 quartos na Zona Sul do Rio custa em média R$ 3.200, já em NY, um imóvel com as mesmas medidas custa R$ 8.500 REAIS (US$ 2.662). E sai do salário do promotor.

Imagem divulgada por Lúcia Guimarães no Twitter mostra benefícios para ser promotor em NY
News Reporter
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta