Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

“O diabo está em nosso meio”, diz Confúcio após reunião com vereadores de Porto Velho

0

Descarrego

Em momento raro de franqueza o govenador Confúcio Moura descarregou no Blog toda sua crendice popular ao se queixar de uma audiência com a presença de uma pessoa que necessita imediatamente de uma limpeza espiritual para exorcizar espíritos obsessores.

Diabo

De acordo com o governador, durante uma audiência ontem (11), percebeu uma energia ruim e escreveu: “… Aconteceu comigo deste jeito. Fiquei travado com uma audiência. Me senti invadido por uma onda tão ruim, em certo momento, que um minuto me parecia uma hora. Uma carga péssima, que tudo que me dizia me parecia trama. Me parecia cama-de-gato. Um peso de chumbo na sala. Xô maldição. O diabo está em nosso meio”.

Sal grosso

Verificando a agenda do governador a coluna apurou que o principal compromisso de Confúcio Moura na tarde da última quarta-feira (11) foi uma reunião com os vereadores da capital. Na própria Câmara Municipal. Não é possível garantir que o clima macabro descrito pelo chefe do executivo estadual esteja relacionado à energia ruim de um dos presentes na audiência. Mas alguns deles são contumazes na trama, cama-de-gato e possuem olho gordo. No entanto, pode ser apenas uma mera coincidência, mas na dúvida sugiro a Confúcio Moura um descarrego com sal grosso já que conhece um ‘pai de santo’.

Iguais

A coluna apurou que a reunião entre o governador e os vereadores da capital terminou de forma constrangedora quando um dos presentes lembrou que Confúcio Moura também foi alvo de ações policiais no final do ano. Pode ser que esta seja a razão do blogueiro Confúcio se queixar da aura pesada que contaminou sua paz e virou desabafo no Blog.

TRE

Embora os governistas contassem antecipadamente com um resultado favorável no julgamento ocorrido ontem (12), no Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, que analisa possível abuso de poder econômico durante a convenção conjunta do PMDB/PDT que escolheu Confúcio Moura como candidato ao Governo de Rondônia, a decisão foi adiada pelo pedido de vista feito pelo juiz federal Dimis da Costa Braga.

Regabofe

No julgamento a corte analisará se houve conduta vedada na convenção do PMDB-PDT por terem distribuído comida indistintamente às pessoas presentes à convenção, conforme noticiou na época a imprensa local. A defesa de Confúcio Moura, mesmo reconhecendo a distribuição de alimentos, alega que foram servidas apenas convencionais. O primeiro voto colhido do desembargador Rooselvet Queiroz, relator do processo, é favorável à coligação de Confúcio Moura. Um vídeo com as cenas das pessoas sendo servidas com o almoço, apresentado aos juízes, registrou à cores o tamanho do regabofe. O pedido de vistas, conforme a coluna apurou, em nada mudou a confiança dos governistas de um resultado favorável. O processo deverá retornar a julgamento na quinta-feira (19), em plena ressaca momesca. A ver!

Culpado

Um dos argumentos utilizados pela Coligação de Confúcio Moura para negar a distribuição indiscriminada de comida durante a convenção, registrada em foto pela mídia, é que a maioria dos sites estava contra a candidatura governista e teria exagerado ao noticiar os fatos. Verificando as ilustrações das matérias na época podemos concluir que o exagero foi da coligação ao distribuir comida para todas as pessoas presentes à convenção, além dos delegados partidários. Culpar a imprensa nunca é uma boa estratégia. E as fotografias falam por si, basta pesquisar, embora a coluna não possa mensurar o entendimento dos julgadores sobre abuso de poder por conter outras variáveis probatórias. Dura Lex, sed Lex!

Acertou

Ao empossar os auxiliares petistas no primeiro escalão governamental indicados pelos deputados estaduais Ribamar Araújo e Lazinho da Fetagro, ignorando os nomes apresentados pelo padre Ton e os burocratas do PT, Confúcio Moura optou por privilegiar quem tem votos e mandatos. Os dirigentes petistas podem abrir um flanco de guerra contra o governador, mas o governo constrói no parlamento a paz que precisa para governar, em particular nos momentos de tensões que estão por vir. A decisão de Confúcio foi sábia. Sapiência escassa em Dilma no trato com os parlamentares. Porém, essa medida tem que ser no peso certo para não desbancar no toma-lá-dá-cá. Eis aí a questão: essa medida sempre é desfavorável ao contribuinte.

Prebendas

Por elogiar a atitude do deputado estadual Léo Moraes em recusar receber ajuda de custo para moradia, a coluna recebeu vários e-mails com críticas. Geralmente não respondemos as críticas por razões óbvias: vivemos numa democracia e cada qual diz o que bem interessa. Mas uma em particular chamou a atenção. Diz o crítico: ” Léo é um demagogo”. Pode ser. O problema é que todos estão acostumados com malfeitos dos parlamentares e quando um faz a coisa certa é criticado exatamente porque é raro algum político recusar prebendas. Uma demagogia que a coluna volta a aplaudir.

Reconsiderando

Por falar em críticas, a coluna não poupou o executivo municipal pelas obras malfeitas que foram executadas semana passada na Avenida Lauro Sodré. Esta semana a administração municipal retornou ao local e refez o trabalho ao pavimentar de forma decente toda a avenida. Portanto, basta querer e fazer as coisas de forma decente e correta que os elogios passam a ser normais na capital mais maltratada do país.

Aids

Pelos percentuais divulgados oficialmente na Semusa a aids em Porto Velho virou epidemia. Um aumento de vinte e cinco por cento de casos registrados em apenas um ano revela a omissão das autoridades municipais e estaduais com a doença, visto que não há nenhuma campanha de orientação sobre a doença sendo veiculada.

Comentários
Carregando