Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

O Filme Diana recebe diversas críticas

0

O longa terá estréia mundial, nesta sexta-feira (18), e irá abordar o relacionamento de Lady Di com o cirurgião paquistanês Hasnat Khan, que é descrito no livro “As Crônicas de Diana”, de Tina Brown, como o grande amor da vida dela. Os dois se conheceram em 1995, quando Diana visitou um amigo que havia sido operado no Hospital Royal Brompton, onde Khan trabalhava, e estiveram juntos por dois anos. A relação terminou poucos meses antes do acidente que vitimou a Princesa de Galles, em agosto de 1997.

Na ocasião, ela já estava se relacionando com o milionário Dodi Fayed, que também morreu no acidente.

As críticas sobre o filme soam nada positivas. Entre diversas críticas, destaca-se sobre o diretor Oliver Hirschbiegel, que está sendo severamente debatido por diversos veículos da imprensa. Outro ponto de maior relevância é a atuação da atriz Naomi Watts, que é digna de elogios, apesar de ser visivelmente diferente de Diana

O jornal screendaily.com relata que o filme não é digno a figura que Diana conquistou para seus fãs ao longo dos anos. “Ancorado por um desempenho admirável de Naomi Watts, que problematicamente parece em nada com Diana , este filme é de apelo limitado no Reino Unido e , possivelmente, territórios dos EUA . Diana é improvável que seja ungido com os comentários de estilo Rainha e prêmios de sucesso , embora Watts dá um desempenho muito valente , que não deve ser subestimada , dada a pobreza do diálogo e da pressão da peça.”

Para finalizar, Cécile Mury, jornalista francesa do ‘telerama.fr’ questiona como um diretor de ficção científica tem familiaridade sobre um romance de uma pessoa pública, que mesmo depois de sua morte ainda é considerada um ícone de integridade.

“Personagens , sinopse , tudo está preso em açúcar : era uma vez uma princesa triste e solitária no castelo, que se apaixona por um belo cardiologista anglo- paquistanês. Mas o destino aguarda na esquina da Pont de l’ Alma . E depois? É isso aí! Nada no mundo ultra- codificada de Windsor ( nem sequer uma espiga de Sua Alteza o Príncipe Charles adultério ) . Nada ou muito pouco sobre a estranha fascinação manipulação – relatório obrigado media Diana. Apenas um slideshow de um terrível nivelamento entre as viagens de caridade para limitar o desfile beatificação e paparazzi cenas de romance decorativas…”

Assista o Trailer

Comentários
Carregando