O golpe da Cielo com o cartão Elo, que ninguém aceita

Bancos “empurram” cartão com bandeira da operadora, mas estabelecimentos não aceitam

A operadora de cartões Cielo lançou sua própria bandeira, a Elo, que deveria ser um sucesso, mas não é. Com a popularização das maquinetas de cartão, incluindo o uso de aplicativos em dispositivos móveis, os comerciantes fogem das máquinas da Cielo, uma das mais caras do mercado.

Como apenas elas passam os cartões com a bandeira Elo, o consumidor se vê passando vergonha e situações constrangedoras no dia a dia.

Em Brasília, grande parte dos estabelecimentos fixam placas “não aceitamos cartões da bandeira Elo”, só que alguns esquecem, ou colocam avisos tímidos, deixando as pessoas em situação vexatória. Um caso aconteceu ontem com um servidor público durante o almoço em um restaurante que eu estava. Tinha uma placa, ele não viu. Na hora de pagar a conta, foi informado pelo garçom que seu cartão não era aceito. Como ele só tinha aquele no momento, se viu obrigado a ir ao banco, cerca de 10 quadras adiante, sacar dinheiro e voltar. Seu filho ficou no restaurante durante a “operação”.

Mas o grande culpado por essa lambança são os bancos, que “empurram” essa bandeira para os clientes. Muitos só percebem “a roubada” depois que o cartão chega.

No site “reclame Aqui” estão registradas dezenas de queixas pelo mesmo motivo, o cartã não é aceito. A mais recente foi registrada nesta sexta-feira, veja:

Sou cliente do banco brasdesco há 4 anos, e possuía um cartão de débito com a bandeira visa, porém pelo tempo de uso o cartão está danificado. Entrei em contato com a central de atendimento para solicitar um novo cartão, e fui informada pela atendente que o banco só imite cartão com a bandeira Elo, mais que se fosse na agência solicitaria a bandeira que quisesse, mas ao ir na agência fui informado que não era possível o banco solicitaria o cartão com a bandeira Elo, e que depois talvez houvesse a troca.
Eu não quero um talvez, quero uma certeza. Onde fica o direito do consumidor de escolher o quer. Eu tenho um cartão da caixa com a bandeira Elo e já tive algumas situações desagradáveis com essa bandeira, pois os lugares que frequento grande maioria não aceita.
Não quero precisar trocar de banco, mais caso não posso ter um cartão com a bandeira que eu quero que é visa, não vou continuar com os serviços do banco. Fico no aguardo!“.

O banco ainda não respondeu. Para ver mais reclamações, clique AQUI

O Artigo 6º do Código de Defesa do Consumidor diz que “Você tem todo o direito de escolher o produto ou serviço que achar melhor“. Só precisam informar isso aos bancos…essa parte eles não entenderam…

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário