O hotel St. Peter é o estabelecimento que ofereceu emprego ao ex-ministro José Dirceu em 2013

Um homem faz um funcionário de um hotel refém desde a manhã desta segunda-feira no Setor Hoteleiro Sul, região central de Brasília. Afirmando ser um terrorista, o sequestrador colocou um colete com supostos explosivos na vítima e ameaça detoná-los no hotel St. Peter. Ele ameaça ainda a vítima com uma pistola.O sequestrador deu um prazo até às 18 horas para aceitarem as exigências. Ele aparenta estar mais nervoso, e jogou algo que parecia ser uma bolinha de papel em uma das vezes que saiu na sacada.

O homem, que se hospedou no St. Peter às 6 horas desta segunda-feira, está em um quarto do 13º andar do hotel e leva o refém com frequência para a sacada. O funcionário, que aparenta ter cerca de 60 anos, mostra as algemas para fotógrafos e cinegrafistas que estão em frente ao prédio.
O hotel St. Peter é o estabelecimento que ofereceu emprego ao ex-ministro José Dirceu em 2013, com um salário de R$ 20 mil. Dirceu, condenado no processo do mensalão, está preso no Complexo da Papuda, em Brasília. Na época, a TV Globo denunciou que o hotel era presidido por um “laranja”: José Ritter, que mora em um bairro pobre do Panamá.

News Reporter
Muryllo F. Bastos é advogado, editor do site e Painel Político. Natural de Vilhena.

Deixe uma resposta