OAB recebe ministra do STJ para Aula Magna da Unir

In Advocacia
Espalhe essa informação

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OAB/RO), recebeu na noite de segunda-feira (07), a ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon. Ela proferiu Aula Magna da Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir), no auditório.

A ministra foi recepcionada pela vice-presidente da OAB/RO, Veralice Veris, representando o presidente Andrey Cavalcante que está cumprindo agenda institucional em Brasília. Também compuseram a recepção à ministra, membros da Diretoria da OAB/RO e da CAARO,  conselheiros estaduais, membros da Comissão da OAB Jovem e OAB Mulher.

Logo no início, a ministra recebeu da secretária-adjunta da CAARO, Helena Sadahiro, um laço símbolo da campanha do “Outubro Rosa”, na qual a Caixa está engajada neste mês.

Depois, durante a solenidade da Aula, a vice-presidente da OAB/RO, entregou a ministra uma placa de homenagem pela sua grande contribuição ao aperfeiçoamento do ensino jurídico no país.

Ao fazer suas considerações sobre a presença da ministra, Veralice Veris, destacou o quanto a OAB sentia-se honrada em recebê-la, pois ela representa a força da mulher. “Destemida, corajosa, determinada em ajudar a construir um país melhor, livre da corrupção. É importante que a senhora mantenha esse firme propósito, para que no futuro, todos possam ter a ti como exemplo”, pontuou.

O tema abordado pela ministra Eliana Calmon foi a “Magistratura, Vocações e Desafios’’, título da disciplina sugerida para inclusão nas grades curriculares dos cursos de graduação em Direito, defendida pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam), da qual a ministra é diretora geral. A proposta da disciplina é discutir os desafios e necessidades que envolvem a carreira da magistratura.

Eliana Calmom, falou por cerca de trinta minutos e fez referência a um tema que segundo ela, vem pautando o debate entre o judiciário e a sociedade nos últimos anos: o ativismo. “Ativismo é quando o juiz sai do seu meio para mediar conflitos fora do judiciário”, explicou.

Ela criticou a postura de parte do judiciário e valorizou o trabalho dos juízes de 1º grau.

“Nós vivemos hoje uma crise dentro do judiciário. A mídia pauta o judiciário. Eu digo que o legislador deu ao judiciário um cheque em branco, e nós estamos a fiscalizar os outros dois poderes pelos desmandos que ocorrem no país. Vamos conversar e mostrar e mostrar para a mídia que o juiz não é notícia; a notícia é  o que ele julga. Jovens estudantes, este é o mundo do judiciário, por isso nós estamos convidando os jovens para esse novo modelo de judiciário”, disse a ministra.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

Coluna – Deputados “pró-Maurão” falam abertamente em traição contra o presidente da ALE

Espalhe essa informação Eles querem que Confúcio “feche logo com Acir” para “baixar a bola” do presidente; e ainda,

Read More...

MPT afirma que Greve Geral de sexta-feira é legitima e justa contra Reforma Trabalhista

Espalhe essa informação O MPT ainda reforça sua posição institucional contra as medidas de retirada e enfraquecimento de direitos

Read More...
Senadores articulam “meio-termo” para extinção de foro privilegiado

Senado aprova projeto que altera a Lei de Abuso de Autoridade; veja íntegra do texto

Espalhe essa informação O substitutivo, que tinha sido aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) pela manhã,

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu