fbpx
OAB suspende sessão do Conselho para comparecer à Corregedoria da Polícia Militar

Os advogados que estavam na sessão do conselho estadual da OAB/RO, na tarde de hoje, juntamente com os demais presidentes das comissões suspenderam a sessão para que todos os membros pudessem ir à Corregedoria da Polícia Militar de Rondônia, para protocolar pedidos e manifestações sobre o caso do Advogado que foi espancado por policiais militares na madrugada desta sexta-feira (24).

Os advogados protocolaram pedidos de providência na apuração do caso e cobraram um posicionamento do Comando da Polícia Militar sobre o caso.  No início desta tarde, representantes da OAB também estiveram com o Secretária de Segurança do Estado cobrando a apuração dos fatos.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

5 thoughts on “OAB suspende sessão do Conselho para comparecer à Corregedoria da Polícia Militar

  1. História mal contada.. Pq a OAB não se manifesta lá no Orgulho do Madeira que as famílias estão sendo torturadas por bandidos, e está tudo sob o comando do Tráfico? Lá virou Comunidade Orgulho dos Traficantes. Ou vai lá no JP, tem muitas pessoas sendo torturadas, mortas.. Nos postos de saúde e escolas abandonados, falta de viaturas e postos policiais.. Quando é para fazer algo pela população não fazem NADA, só se posicionam com a classe, com o proprio umbigo e nada alem, então dane-se.. Se é que foi isso mesmo.

  2. No momento que a sociedade busca paz, e respeito entre as categorias esse cidadão que aparentemente ingressou a pouco tempo na Policia Militar continua a incitar a violência contra mebros da Advocacia e sociedade, na pagina denominada Admiradores da Policia Militar

  3. No momento que a sociedade busca paz, e respeito entre as categorias esse cidadão que aparentemente ingressou a pouco tempo na Policia Militar continua a incitar a violência contra mebros da Advocacia e sociedade, na pagina denominada Admiradores da Policia Militar

Deixe uma resposta