Direito & Justiça

OAB vai entrar em ação contra veto de Moro a celulares em audiência

OAB vai entrar em ação contra veto de Moro a celulares em audiência

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil é agora parte do processo em que a defesa do presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, questiona decisão do juiz Sergio Moro proibindo a entrada de telefones celulares na sala de audiências da 13ª Vara Federal de Curitiba. O relator do caso no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, João Pedro Gebran Neto, admitiu nessa segunda-feira (15/5) o ingresso da entidade como terceiro interessado.

Conforme a ConJur informou, a OAB quis atuar no no mandado de segurança ajuizado pelo advogado de Okamotto, Fernando Fernandes por entender que Moro desrespeitou as prerrogativas da advocacia. A entidade defende a utilização de celulares por advogados durante a audiência.

A proibição de Moro, decretada no último dia 10, quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestou depoimento ao juiz, “significou efetiva decretação de incomunicabilidade”, segundo o advogado. Moro vetou a entrada dos aparelhos porque, segundo ele, “houve experiência negativa anterior em outra ação penal”.

Lula prestou depoimento pela primeira vez na ocasião como réu na operação “lava jato”. A audiência, que durou mais de cinco horas, tratou da ação penal que acusa o ex-presidente de ter sido beneficiado por uma reforma num apartamento em Guarujá (SP). Okamotto também é réu nessa ação penal.

Na petição, Fernandes afirma que a medida atenta contra o princípio constitucional da publicidade dos atos processuais e viola o direito à comunicação dos advogados. O TRF-4 ainda não analisou o MS. O advogado também foi ao Supremo Tribunal Federal contra a proibição de Moro, mas a reclamação teve seguimento negado pelo relator, ministro Edson Fachin.

Fonte: conjur.com

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Next article STF tranca ação contra homem que tentou furtar três latas de azeite
Previous article STJ reforma decisão que restringiu propaganda de bebida alcoólica

Related posts

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Você pode ser o primeiro a comentar esta postagem postar comentário!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta