fbpx
Oito meses após ser eleito reitor, Ari Ott continua “pró-tempore”

Adversários aproveitam morosidade do Executivo para criar factóides e tumultuar a complicada Unir

Brasília – O professor Ari Ott foi eleito reitor da Universidade Federal de Rondônia em março deste ano e 8 meses depois continua na condição de “pró-tempore”, ou “reitor temporário”. Ott foi eleito em meio ao processo de impeachment de Dilma Rousseff e como foi o mais votado em todos os segmentos, foi nomeado “pró-tempore”, até que a situação política do país se resolvesse.

A nomeação definitiva acontece em média 3 meses após as eleições e o governo costuma respeitar a vontade da comunidade acadêmica. O problema é que nesse meio tempo, grupos de oposição ligados a Januário Amaral (que tem uma séria de condenações), vem criando uma série de factóides tentando obstruir a nomeação definitiva de Ari Ott.

Legalmente não existe nenhum impeditivo que o proíba de assumir o cargo. Desde 2011, quando renunciou ao cargo de reitor após ter sido alvo de uma série de denúncias de corrupção e enriquecimento ilícito, que Januário Amaral e seu grupo vem tentando voltar ao poder.

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta