fbpx

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Nesta segunda-feira, 2 de março, foi reaberta a audiência de instrução da chamada “Operação Apocalipse”. Foram arroladas 177 testemunhas, que estão previstas para serem ouvidas ao longo de todo o mês de março. Está previsto o interrogatório de 50 réus do processo.

O processo é de competência da Vara de Delitos de Tóxicos. Em razão do grande número de pessoas indiciadas, as audiências de instrução ocorrerão no espaço do 1º Tribunal do Júri no Fórum Criminal Des. Fouad Darwich Zacharias.

A audiência foi aberta às 8h, e alguns advogados presentes realizaram requerimentos acerca da convalidação de alguns depoimentos já colhidos nos autos. O Ministério Público e o assistente de acusação manifestaram-se favoravelmente. Os pedidos foram deferidos parcialmente.

As oito testemunhas previstas para serem ouvidas hoje foram dispensadas. A audiência será reiniciada no dia 04/03/2015, às 8 horas, para a inquirição de duas testemunhas.

Uma operação conturbada

Cinquenta pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Estadual, entre eles 4 parlamentares municipais, empresários, funcionários públicos e mais dezenas de pessoas acusadas de participação num suposto esquema de corrupção, com ligação ao tráfico de drogas, estelionato, formação de quadrilha com fito angariar recursos para financiamento de campanhas eleitorais. As denúncias vieram após uma série de análises dos inquéritos policiais realizados pela Polícia Civil de Rondônia. Deflagrada em julho de 2013, chegou a ser contestada pelo próprio Ministério Público, conforme mostra o vídeo abaixo:

Vários questionamentos foram feitos a respeito da operação, inclusive sobre a acusação mais grave, que seria a de associação ao narcotráfico, que segundo o próprio Ministério Público, nunca foi comprovada de fato. Mesmo assim, o processo continua na Vara de Delitos de Tóxicos.

Painel Político com informações do TJRO

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta