Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Operação da PF de RO desarticula quadrilha de lavagem de dinheiro do tráfico internacional

0

A Polícia Federal (PF) deflagrou a ‘Operação Vasos de Ouro’ na manhã desta quinta-feira (11) para desfazer uma quadrilha que lavava dinheiro do tráfico internacional de drogas utilizando pequenas empresas. Ao todo, R$ 48 milhões foram lavados pela quadrilha no período de um ano. A operação foi realizada em cidades dos estados de Rondônia, Mato Grosso, Pernambuco. Foram expedidos 40 mandados judiciais pela Justiça Federal de Guajará-Mirim.

Durante coletiva de imprensa em Porto Velho, o delegado responsável pela Operação, Heliel Martins, da PF de Guajará-Mirim, falou sobre a operação. “Nosso objetivo era desmantelar uma organização criminosa que tinha como objeto a lavagem de capitais oriundos do tráfico internacional de drogas. Essa atuavam em Guajará-Mirim, Ji-Paraná, Porto Velho e em algumas cidades do Nordeste e Centro Oeste”, explicou Martins.

Segundo Martins, os suspeitos usavam micro e pequenas empresas para realizar a lavagem de dinheiro no Brasil, em seguida esse dinheiro era enviado para a Bolívia. “Essa organização criminosa criou uma teia de relacionamento e eles movimentaram cerca de R$ 48 milhões entre 2010 e 2011. Pessoa físicas (laranjas) depositavam o dinheiro na conta das empresas. Ele era fracionado e em espécie era levado à Bolívia. Do país vizinho, ele retornava para o Brasil como drogas ilícitas e abasteciam os mercados consumidores aqui da região Norte e cidades do Nordeste”, informou Martins.

Polícia Federal apreendeu diversos objetos, em duas fazendas em estados da Região Centro-Oeste, Norte e Nordeste (Foto: Polícia Federal/Assessoria)
Polícia Federal apreendeu diversos objetos, em duas fazendas em estados da Região Centro-Oeste, Norte e Nordeste (Foto: Polícia Federal/Assessoria)

Foram cumpridos 32 mandados judiciais, entre apreensões e conduções coercitivas. “Ao longo dessas investigações, nós apuramos os cabeças dessas organizações e portanto foram solicitados mandados judiciais que apreenderam duas fazendas, objetos diversos, armas, agrotóxicos contrabandeados entre outros”, disse Martins.

Delegado Heliel Martins foi o responável pela Operação Vasos de Ouro (Foto: Hosana Morais/G1)
Delegado Heliel Martins foi o responável pela Operação Vasos de Ouro (Foto: Hosana Morais/G1)

Seis pessoas são consideradas foragidas. “Apenas oito mandados estão pendentes e seis pessoas são consideradas foragidas. Esperamos cumprir esses mandados a curto prazo, pois os cabeças da quadrilha encontram-se no país vizinho em local incerto. Das 17 conduções coercitivas, 14 pessoas foram ouvidas e liberadas. Mas, não descartamos a prisão no final das investigações”, relatou o delegado.

Os mandados foram cumpridos em Porto Velho, Ariquemes, Guajará-Mirim, Ji-Paraná, Porto Velho, Ouro Preto do Oeste, Peixoto Azevedo (MT) e Recife (PE). Participaram da operação 60 policiais da PF.

Fonte: g1/ro

Comentários
Carregando