Operando a transição na prefeitura, Clodoaldo cobrava propina da JBS

Clodoaldo Andrade, dono de um escritório de contabilidade que operacionalizava o processo de sonegação fiscal para a JBS em conluio com o vice-prefeito de Porto Velho, segundo informou o delator Valdir Aparecido Gomes, também foi o chefe da transição entre a gestão de Mauro Nazif e a atual, de Hildon Chaves e em dezembro de 2016, Clodoaldo já nomeado, continuou com as práticas criminosas.

O diretor da JBS afirmou que no final do ano passado, esteve em Porto Velho, onde recebeu novo pedido de propina, no valor de 4,5 milhões. Negociado, ficou por 1,2 milhões. Vale ressaltar que Edgar do Boi já havia sido diplomado vice-prefeito neste período.

O diretor da JBS garante que não pagou e que Clodoaldo, e por meio do aplicativo Whatsapp, continuava até meados de abril deste ano (2017) a cobrança.

Com o desenrolar das investigações pode se esclarecer qual a participação de cada um na trama, para onde foi o dinheiro roubado do povo de Rondonia.

Neste sábado, o vice-prefeito anunciou “afastamento das funções na prefeitura”, mas não renunciou ao cargo e vai continuar recebendo salário.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta