Oposição vai recorrer ao STF e destino de Dilma está nas mãos de Renan Calheiros

O deputado federal Waldir Maranhão esteve reunido até a 1 da manhã com o advogado geral da União José Eduardo Cardozo, que apresentou o recurso acatado por Maranhão anulando a votação do impeachment de Dilma Rousseff em 17 de abril deste ano. Nesta segunda-feira Maranhão, que é do PCdoB e votou contra o impeachment acatou.

A oposição anunciou que vai entrar imediatamente com um mandado de segurança no STF contra a decisão de Waldir Maranhão.

“É uma decisão maluca”, disse o deputado federal Carlos Sampaio. “Ele quer anular unilateralnente um ato jurídico perfeito, finalizado pela Câmara em plenário, em rito definido pelo Supremo.”

O deputado federal Marcos Rogério (DEM) afirmou que “a decisão de Maranhão coloca a Câmara em constrangimento e merece nosso repúdio”. Rogério é relator do processo contra o deputado federal Eduardo Cunha, afastado pelo STF.

Enquanto isso, chegou ao Senado a decisão de Waldir Maranhão para suspender o processo de impeachment de Dilma Rousseff.

Renan Calheiros está a caminho de Brasília, após o fim de semana em Alagoas.

A leitura do resultado na comissão especial do Senado estava prevista para as 14h, em plenário. Renan Calheiros pode acatar ou não a decisão de Maranhão e anular o processo em tramitação no Senado enquanto a câmara resolve sua situação. Está nas mãos dele a decisão. Renan, é bom lembrar, é aliado de Dilma e garantiu que não iria interferir no processo.

A OAB também vai questionar a decisão de Maranhão no STF. O presidente da OAB, Claudio Lamachia, divulgará nota à imprensa criticando a decisão de Waldir Maranhão que cancelou a votação do impeachment.

Segundo ele, a votação que aprovou o envio do processo para o Senado foi legítima e a canetada de Maranhão “atende a interesses momentâneos de alguns grupos políticos” e representa um “vale-tudo à margem” da Constituição.

A direção da OAB está neste momento fazendo uma análise jurídica mais aprofundada do tema para possivelmente ingressar com uma ação no STF contra Maranhão.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta