• Homepage
  • >
  • Artigos
  • >
  • Os políticos, os eleitores e a reforma da Previdência…Por Xavier Gomes

Os políticos, os eleitores e a reforma da Previdência…Por Xavier Gomes

Reforma do Estado deve preceder a tributária - Por José Américo Leite Filho

Os defensores do projeto da “reforma da previdência” dizem que o país tem um rombo muito grande e que precisa fazer a reforma. É muita cara de pau!

A população brasileira, em todos os estados do Brasil, costuma ser muito generosa com políticos, sendo que quanto mais corrupto é o indivíduo, mais o eleitor idolatra. Mas, quando o problema vai afetar com maior gravidade a vida das pessoas, elas precisam acordar. O projeto de “reforma da previdência” apresentado ao país pelo PMDB de Michel Temer é uma dessas coisas que não merecem nenhum tipo de tolerância do eleitor. Às vésperas de um ano em que ocorrerão eleições, votar a favor de um projeto desses é cuspir na cara do eleitor, mas não podemos duvidar dos deputados de Rondônia…

O brasileiro assiste, há anos, o país ser roubado de forma descarada pelos políticos. É muito rara uma semana na história do Brasil que não haja a divulgação de um novo escândalo, especialmente depois que os generais deixaram o poder. Isso não quer dizer que prego a volta dos generais, embora eles tenham sido muito melhores, no aspecto de zelar pelos recursos públicos. Nos últimos 30 anos, nosso país vive de escândalos regularmente, fato que levou muitos idiotas a defenderem a teoria do “rouba, mas faz”. Só quem defende essa tese são os imbecis! Não se pode tolerar a corrupção política, nem as pessoas que defendem essa prática vagabunda.

Os defensores do projeto da “reforma da previdência” dizem que o país tem um rombo muito grande e que precisa fazer a reforma. É muita cara de pau! Quem causou esse rombo foram os políticos. O pagador de impostos não pode ser colocado como culpado pelos rombos e roubos praticados contra o erário. Querer fazer o trabalhador engolir esse tipo de absurdo é uma coisa que beira o sadismo. Querer impor que um trabalhador tenha que ficar a vida inteira trabalhando para pagar a corrupção dos congressistas é covardia. Querer convencer o trabalhador de que ele somente pode se aposentar, com direito à aposentadoria integral, depois de 49 anos de serviço, é uma afronta. Deputados e senadores ficam décadas sem trabalhar e se aposentam com altos salários. Deputados e senadores aparecem em Brasília dois ou três dias da semana e alegam que trabalham. Está na hora de acabar com isso!

O eleitor rondoniense precisa acordar e prestar atenção ao que acontece em nosso dia a dia. Deputados e senadores não fazem nenhum favor a ninguém. Eles fazem qualquer negócio para ficar no cargo e o eleitor sabe disso. Políticos não são ídolos, políticos não são coitadinhos, políticos precisam ser cobrados. Um parlamentar que foi eleito para representar os interesses da população não pode, em nenhuma hipótese, votar a favor da reforma da previdência que propõe Michel Temer e sua turma. Quem representa o povo tem obrigação de ser contra esse projeto. Se os deputados de Rondônia, ou senadores, votarem a favor desse projeto asqueroso, temos que reagir e tirar todos eles do cargo no próximo ano. Seria uma covardia sem precedentes. Um governo que fala de justiça não pode propor uma coisa tão suja! Um deputado que se humilha pelo voto não pode aceitar uma coisa tão cruel. Um eleitor que votar em quem defende esse projeto precisa ser condenado à prisão perpétua…

Depois de tantos anos de luta para conseguir conquistar alguns benefícios, ter que ver o governo mandar um projeto com esse teor para ser votado mostra que o povo brasileiro é muito tolerante. Ironicamente, o projeto é defendido por Michel Temer, que se aposentou aos 54 anos, com salário que se aproxima de 30 mil reais. Também é defensor ferrenho do projeto o Ministro Eliseu Padilha, que se aposentou aos 53 anos, com salário próximo de 25 mil reais. Os salários pagos a eles certamente são fatores que contribuem para o rombo que eles alegam existir. Por que será que eles não abrem mão do salário, já que são muito ricos? Os salários pagos, só de aposentadoria de Temer e Padilha dariam para pagar quase cem trabalhadores honestos e que lutam todos os dias para sobreviver no país onde eles estão, há décadas, no poder… Décadas!!!

Recentemente, os deputados de Rondônia votaram a aprovaram o projeto que congela o salário dos trabalhadores por vinte anos. Será que isso não é suficientemente grave? Ainda precisa aprovar que o trabalhador trabalhe até a morte, sem direito à dignidade da pessoa humana? O projeto de “reforma da previdência” elaborado por Michel Temer prejudica apenas o trabalhador; mas os políticos não serão prejudicados em nada, e são eles que causam o maior rombo nos cofres públicos. Por que a conta tem que ser paga pelo trabalhador? Por que um deputado ou senador seria tão covarde de aprovar tal projeto? Por que nosso país tem que aceitar um projeto tão cruel. A proposta é tão absurda que senadores e deputados dominados pelo governo dizem ser contrários. Está na hora de o eleitor observar com mais atenção seus representantes. A melhor punição para um deputado ou senador traidor, que votar a favor do projeto de reforma do PMDB, é no ano que vem ele ser banido do poder nas urnas. A idolatria não pode chegar a limites tão insensatos de proteção a traidores do povo… Tenho dito!!!

FRANCISCO XAVIER GOMES

Professor da Rede Estadual

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Por favor, dê um like em nossa página no Facebook
Placeholder
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília

Associado da Liga de Defesa da Internet