fbpx
Para poupar Temer, Maia deve apresentar lei para reduzir floresta no Pará

Em manobra para preservar o presidente Michel Temer, que está no exterior, o presidente em exercício, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deve apresentar, nesta sexta-feira (23) um projeto de lei que reduz a proteção de 486 mil hectares da Floresta Nacional do Jamanxim, no sudoeste do Pará, abrindo caminho para legalizar posseiros e grileiros.

Segundo a reportagem apurou, o projeto já está escrito e substituirá a medida provisória (MP) 756, que tinha o mesmo teor e foi vetada na última segunda-feira (19) por Temer.

O presidente anunciou a decisão no Twitter, em resposta à modelo Gisele Bündchen e à ONG ambientalista WWF, contrários ao recorte da Flona. “Vetei hoje integralmente todos os itens das MPs que diminuíam a área preservada da Amazônia”, escreveu o peemedebista.

No fim de semana, porém, o ministro do Meio Ambiente, Zequinha Sarney (PV-MA), havia se comprometido com bancada paraense em trocar a MP por um projeto de lei sem alterações, em regime de urgência.

Com a apresentação do projeto de lei por Maia, o governo cumpre o compromisso feito por Zequinha com a bancada paraense e ruralista e, ao mesmo tempo, livra Temer de encaminhá-lo pessoalmente.

A proposta transforma 37% da Flona em APA (Área de Proteção Ambiental), categoria mais branda de proteção, que permite propriedades privadas e atividades rurais, como pastagem. Assim, fica aberta a possibilidade de legalização de grandes áreas desmatadas ilegalmente, a maioria delas multadas e embargadas pelo Ibama.

Temer está na Rússia e chega nesta quinta-feira (22) a Oslo para uma viagem de dois dias. A volta ao Brasil está prevista para sábado.

Fonte: folhape.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta