Para PT, manifestações contra Dilma “fracassaram”

[su_frame align=”right”] [/su_frame]O secretário nacional de Comunicação do PT, José Américo Dias, e o vice-presidente do partido, Alberto Cantalice, disseram em entrevista ao site oficial da sigla que o “panelaço” da noite deste domingo (8), realizado em algumas cidades do país em protesto contra a presidente Dilma Rousseff, “fracassou em seu objetivo”.

Os protestos ocorreram durante discurso de Dilma em cadeia nacional de rádio e TV. A presidente admitiu dificuldades econômicas no país e pediu paciência aos brasileiros. Gritos, vaias, panelas batendo e buzinas foram ouvidos em algumas cidades, como São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Goiânia.

“Foi um movimento restrito, que não se ampliou como queriam seus organizadores”, afirmou o secretário José Américo.

Ele diz ainda que há indícios de que o movimento é financiado pela oposição. “Tem circulado clipes eletrônicos sofisticados nas redes, o que indica a presença e o financiamento de partidos de oposição a essa mobilização”.

Cantalice, ao criticar o movimento, falou em “golpe”. “Existe uma orquestração com viés golpista que parte principalmente dos setores da burguesia e da classe média alta”, afirmou o petista.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta