fbpx
Parceria entre OAB/RO com Instituto de Protesto de Títulos permite a utilização do protesto extrajudicial​

A iniciativa visa estreitar ainda mais as relações institucionais para promover iniciativas em prol da advocacia rondoniense.

​​​​​​​​​​​​​​​​​A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OAB/RO) renovou durante a última sessão do Conselho Seccional, em março deste ano, o convênio com Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil – Seção Rondônia (Ieptb/RO) para permitir que os advogados, regularmente inscritos e adimplentes com a OAB/RO, utilizem o protesto extrajudicial, que possibilita o apontamento de títulos executivos judiciais e extrajudiciais e outros documentos de dívidas que preencham os requisitos de certeza, liquidez e exigibilidade, visando à composição administrativa de conflitos, tornar efetiva as decisões judiciais e, como meio alternativo e preventivo, à judicialização.

A iniciativa visa estreitar ainda mais as relações institucionais para promover iniciativas em prol da advocacia rondoniense. “É um cuidado que temos tem sempre manter o diálogo com as instituições para podemos unir forças em iniciativas que visem a defesa da cidadania e do bem-estar dos que representamos, a sociedade civil”, afirma o presidente da OAB/RO, Andrey Cavalcante.

Para a vice-presidente da OAB/RO, Maracélia Oliveira, é essencial a aproximação entre a Ordem e o Instituto. “A partir dessa adesão ao convênio nós poderemos acelerar a recuperação de receita, para que a entidade execute plenamente iniciativas fundamentais para a advocacia do estado”, ressalta.

O apontamento à protesto extrajudicial pelo advogado poderá dar-se relativamente à créditos próprios ou de cliente, e, pelo convênio, ficam dispensados do adiantamento do pagamento dos emolumentos, custas, fundos, selos e demais despesas cartorárias, que serão suportadas pelo devedor, no ato do pagamento da dívida em cartório ou do cancelamento do registro.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta