fbpx
Parem a Iacira antes que ela destrua o que restou da Caerd

Presidente da empresa está sucateando tudo para vender companhia a preço de banana

Brasília – O sucateamento da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia – Caerd, anda de vento em popa e pelo jeito a empresa, que tem tudo para ser lucrativa, vai mesmo ser vendida a preço “simbólico” no mercado. Pelo menos no que depender da atual presidente, Iacira Azamor que está se empenhando para destruir o que resta da companhia.

Ela vem reiteradamente ignorando as decisões judiciais, não manda representantes para audiências em que a Caerd é condenada à revelia, fez uma reforma aumentando os cargos comissionados (e os valores pagos) e não mexeu um palito para dar início ao processo de ampliação da rede em Porto Velho, conforme prometido pelo governador Confúcio Moura ao prefeito Hildon Chaves.

Com isso, a empresa deve perder a concessão na capital, sua maior fonte de arrecadação.

Atualmente, o que entra no caixa da empresa, mal paga a folha. E com as multas acumuladas em função de decisões judiciais, a estatal deve colapsar em breve.

Hildon, licita logo, porque se depender da Caerd, Porto Velho vai ficar sem água.

Tribunal de Contas e MP, corram para responsabilizar a Iacira, a destruidora.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta