Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

PC esclarece caso de menino encontrado no PR; crianças eram trazidas do Paraguai para adoção ilegal

Segundo vizinhos, a mulher conhecida como Maria Paraguaia, forjou o aparecimento do garoto para se livrar das suspeitas e entregar o menino ao conselho tutelar.

0

O caso do menino abandonado no bairro Cascavel Velho em Cascavel ganha novos desdobramentos.

De acordo com uma moradora, o menino foi visto no bairro Colina Verde com um casal há alguns dias. Ainda segundo a mulher, o casal relatou que tinha adotado o garoto.

Desconfiados da documentação do menino, o casal decidiu devolver a criança.

Segundo vizinhos, a mulher conhecida como Maria Paraguaia, forjou o aparecimento do garoto para se livrar das suspeitas e entregar o menino ao conselho tutelar.

A mulher, que estava na residência com investigadores da Polícia Civil foi levada para Delegacia de Polícia Civill. No Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente), outras testemunhas prestam depoimento.

Conselho Tutelar encaminha adolescentes para casa de acolhimento

As duas adolescentes que foram encontradas na casa de Maria Paraguaia, no Bairro Cascavel Velho, foram encaminhadas pelo Conselho Tutelar a uma casa de acolhimento temporária.

As jovens estavam na mesma casa onde o menino foi recolhido no dia 10 de outubro. Na manhã desta terça-feira (24), elas foram encaminhadas ao Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes), onde prestaram esclarecimentos.

A polícia chegou até a residência após uma vizinha de Maria Paraguaia relatar que viu o menino com a mulher, que seria proprietária da casa.

Caso pode ser encaminhado à Polícia Federal

A Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes) segue investigando o caso do menino encontrado no Bairro Cascavel Velho, em Cascavel, e uma das linha de investigação é de que o menino tenha sido trazido do Paraguai em um esquema ilegal de adoção.

De acordo com o promotor Luciano Machado, que acompanha a situação, se houver a confirmação de que a criança é de nacionalidade paraguaia, o caso será repassado à Polícia Federal, por se tratar de tráfico internacional de pessoas. No entanto, segundo o promotor, outras hipóteses não estão descartadas.

Durante a manhã, pessoas que possam ter envolvimento com o abandono do menino com pouco mais de um ano, foram ouvidas.

Uma mulher, identificada como Maria Paraguaia, também foi encaminhada para prestar depoimento. Ela seria dona da residência onde o garoto foi encontrado.

Vizinhos relataram que Maria trazia crianças do Paraguai para adoção. Um casal que teria adotado a criança também foi ouvido pelo Nucria.

Fonte: Catve.com

Comentários
Carregando