PCC envia armas para facção aliada no RJ após mortes em presídios

Ao todo, 17 fuzis foram enviados ao Rio de Janeiro.

O Serviço de Inteligência da polícia paulista descobriu, nesta semana, que a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) estaria enviando armamentos para a facção Amigos dos Amigos (ADA), que tem como uma das principais áreas de atuação a Favela da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul.

De acordo com a investigação policial, os traficantes de São Paulo estariam auxiliando a facção aliada após as mortes que ocorreram nos presídios. Ao todo, 17 fuzis foram enviados ao Rio de Janeiro.

O promotor Lincoln Gakiya, que comanda as investigações, afirma que os massacres nos presídios do Norte do país estão relacionadas com a guerra declarada entre o PCC e o Comando Vermelho (CV).

“O PCC passou a dominar esse espaço e não dividiu com o CV”, explicou o promotor.

“Simultaneamente, o CV fortaleceu alianças com facções locais das regiões Norte e Nordeste, onde o PCC enfrenta forte oposição. Já o PCC fez aliança principalmente com inimigos do CV, como a ADA”, disse o procurador de Justiça Marcio Sérgio Christino, especialista em crime organizado.

Fonte: noticiasaominuto

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta