Peça com Elizabeth Savalla é interrompida pela falta de energia no “palácio meia boca”

Obra, inaugurada às pressas, apresenta problemas desde a estréia

O Palácio das Artes é a cara da gestão Mosquini no governo de Confúcio Moura. Inaugurado às pressas em plena campanha eleitoral de 2014 para “atender o chefe”, Mosquini tocou o projeto de qualquer jeito, sem os cuidados que um teatro necessita.

Por conta disso, os artistas que se apresentam no local estão sempre passando dificuldades, e nós, rondonienses, vergonha.

A coisa é tão esculhambada que, semanas após ter sido inagurado, o prédio teve que passar por uma reforma.

E para complicar ainda mais as deficiências do teatro, temos a “eficiente” Eletrobrás Distribuição Rondônia, que segue colaborando com a nossa vergonha.

No domingo, 30, enquanto a atriz Elizabeth Savalla apresentava sua peça A.M.A.D.A.S, a energia foi embora não uma, mas quatro vezes.

Não bastassem as obras porcas, a energia ajuda a piorar ainda mais o “palácio meia boca”. E Mosquini segue deputado federal falando em reeleição…

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário