Pena de Renato Duque aumenta de 20 para 43 anos na Lava Jato

Na mesma decisão que absolveu o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, mais que dobrou a pena do ex-diretor de serviços da Petrobras Renato Duque na Operação Lava Jato. Os desembargadores federais aceitaram os argumentos do Ministério Público Federal (MPF) e a pena inicial de 20 anos e oito meses, pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa, passou para 43 anos e nove meses de reclusão.

O tribunal afirmou que a turma aplicou o concurso material nos crimes de corrupção em vez de continuidade delitiva. No concurso material, os crimes de mesma natureza deixam de ser considerados como um só e passam a ser somados.

News Reporter

Deixe uma resposta