Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Perú divulga as áreas protegidas mais visitadas em 2013

0

Islas Ballestas, Paracas e Machu Picchu foram as áreas protegidas mais visitadas do Perú em 2013 e receberam mais de 1,3 milhão de de turistas peruanos e estrangeiros. O número representa um crescimento de 12,41% sobre o ano anterior e aponta receitas da ordem de US$ 3,3 milhões.

A Reserva Nacional Sistemas de Islas, Islotes y Puntas Guaneras, que abriga as Islas Ballestas, no Sul do Perú, foi a AP (área protegida) mais visitada no ano passado e recebeu 235.734 visitantes, um crescimento superior a 10% em relação a 2012.

 

Lobo marinhos nas Islas Ballestas, no Sul do Perú | divulgação/PROMPERÚ

LOBO MARINHOS NAS ISLAS BALLESTAS, NO SUL DO PERÚ | DIVULGAÇÃO/PROMPERÚ

A Reserva de Paracas recebeu em 2013 um total de 200.572 visitantes, 13,98% mais que no período anterior. A terceira AP mais visitada foi o famoso Santuário de Machu Picchu, que recebeu 198.531 turistas ao longo do ano passado.

Reserva Nacional de Paracas fica a cerca de 1h das Islas Ballestas | divulgação/PROMPERÚ

RESERVA NACIONAL DE PARACAS FICA A CERCA DE 1H DAS ISLAS BALLESTAS | DIVULGAÇÃO/PROMPERÚ

 

Turistas na Reserva de Paracas  | divulgação/PROMPERÚ

TURISTAS NA RESERVA DE PARACAS | DIVULGAÇÃO/PROMPERÚ

 

Santuário Histórico de Machu Picchu é o principal cartão-postal do Perú | divulgação/PROMPERÚ

SANTUÁRIO HISTÓRICO DE MACHU PICCHU É O PRINCIPAL CARTÃO-POSTAL DO PERÚ | DIVULGAÇÃO/PROMPERÚ

 

Trilha Inca | divulgação/PROMPERÚ

TRILHA INCA | DIVULGAÇÃO/PROMPERÚ

As outras áreas peruanas que entraram no ranking de visitas em 2013 foram a Reserva Nacional Titicaca, o Parque Nacional Huascarán (na chamada Cordilheira Branca), o Santuário Histórico de la Pampa de Ayacucho, o Parque Nacional Tingo María, a Reserva Nacional Tambopata, o Refugio de Vida Silvestre Los Pantanos de Villa, a Reserva Nacional de Lachay e o Santuário Histórico Bosque de Pómac. As informações são do Serviço Nacional de Áreas Naturais Protegidas pelo Estado (Sernanp).

Para 2015, o país prevê investimentos em hotelaria da ordem de US$ 1,7 milhão em diversas regiões do país em que se encontram atrativos naturais e culturais.

Comentários
Carregando