Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Pezão e Arlovski apostam em encarada com selfie e criticam briga

0

Um dia depois de Jon Jones e Daniel Cormier protagonizarem uma verdadeira briga de bar em Las Vegas, Antônio Pezão e Andrei Arlovski apostaram em um clima bem tranquilo na promoção do UFC Brasília, que acontece em setembro. Durante evento realizado em São Paulo nesta terça-feira, os lutadores realizaram uma encarada amistosa e até fizeram uma “selfie”.

Bem-humorado, o bielorrusso foi o primeiro a chegar ao evento. Atencioso, bateu papo, distribuiu sorrisos e fez piada com o atraso do brasileiro, que demorou um pouco mais para comparecer. Após a encarada amigável, ambos deram suas opiniões e criticaram as cenas protagonizadas por Jon Jones e Cormier na segunda-feira.

“É complicado, são dois seres humanos, corre sangue nas veias. Às vezes um falou para o outro algo nos bastidores e não sabemos, não podemos julgar. Na minha encarada com o Overeem, eu me segurei muito. Minha esposa pediu para eu não fazer nada porque ela sabe que eu não levo desaforo para casa. Mas eles passaram do ponto, MMA não é briga, tem muita criança e idoso que acompanha, mas não para ver briga”, disse Pezão.

Companheiro de treino de Jon Jones, Arlovski também criticou a briga da forma como aconteceu, mas admitiu que tomaria alguma atitude caso fosse provocado.

“Os lutadores têm que promover lutas, mas o Cormier o empurrou. Se eu fosse o Jon Jones, também teria feito alguma coisa. Também teria alguma reação. Mas nesse primeiro encontro, o Jon conseguiu derrubá-lo, então venceu o primeiro round. Não é necessário. Sou contra esse tipo de briga”, Arlovski.

Já para falar sobre o UFC Brasília, que acontece no dia 13 de setembro, Arlovski adotou um tom mais sério. Cheio de elogios a Pezão, o bielorrusso não parece muito preocupado pelo fato de ter torcida contra por atuar no Brasil e espera uma revanche da luta realizada em 2010, quando o brasileiro saiu vencedor.

“Eu espero ser vaiado pela torcida, mas se tiver uma pessoa torcendo por mim, vou lutar por ela. Pezão é forte e disciplinado, tenho muito trabalho a fazer. Não busco motivos para a derrota que sofri para Pezão, mas estamos melhores muito desde então. Ele me venceu, mas sei que posso devolver”, afirmou.

Enquanto isso, Pezão não vê a hora de atuar no Brasil e contra um adversário que ele já venceu anteriormente. Para o brasileiro, é um privilégio lutar diante no país.

“Estou lisonjeado de poder lutar no Brasil. Solicitei essa luta e pouco depois confirmaram. Estou livre, leve e solto. Pela primeira vez lutando sem pressão, favorito. Eu peso 130 kg, mas parece que são 70”, brincou.

Pezão e Arlovski se enfrentam na luta principal do UFC Brasília, que acontece no dia 13 de setembro, no ginásio Nilson Nelson.

Confira as lutas confirmadas:

Card principal

Antonio Pezão x Andrei Arlovski
Gleison Tibau x Piotr Hallmann
Leonardo Santos x Lukasz Sajewski
Serginho Moraes x Santiago Ponzinibbio
Iuri Marajó x Russell Doane
Jessica Andrade x Valerie Letourneau

Card preliminar

Godofredo Pepey x Dashon Johnson
Igor Araújo x George Sullivan
Efrain Escudero x Francisco Trinaldo
Paulo Thiago x Sean Spencer
Rani Yahya x Johnny Bedford

Fonte: Uol

Comentários
Carregando