fbpx
PF deflagra operação que aponta para corrupção em obras de ferrovias

“O Recebedor” é desdobramento da Lava Jato que, com base em depoimento, aponta pagamento de propina para a construção de ferrovias Norte-Sul e Integração Leste-Oeste

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (26), a Operação “O Recebedor” desdobramento da Operação Lava Jato com base em informações colhidas em um depoimento de delação premiada e acordos de leniência que apontaram pagamento de propina para a construção de ferrovias Norte-Sul e Integração Leste-Oeste.

As investigações revelaram prática de cartel e lavagem de dinheiro por meio de superfaturamento de obras públicas. Os investigadores concluíram que as empreiteiras realizavam pagamentos [su_frame align=”right”] [/su_frame]regulares, por meio de contratos simulados, a um escritório de advocacia e mais duas empresas sediadas no estado de Goiás, utilizadas como fachada para maquiar origem lícita para o dinheiro proveniente de fraudes em licitações públicas.

Os mandados são cumpridos no Paraná, Maranhão, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal. Em dezembro, a PF fez a primeira operação resultado de investigações da Lava Jato, a Crátons, que teve como foco a extração e comercialização ilegal de diamantes em terras dos índios cinta-larga, em Rondônia. A Lava Jato investiga esquema de corrupção na Petrobras.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta