PF pede transferência de Eduardo Cunha, Genu e Léo Pinheiro para presídio

Prisão em Curitiba está quase lotada e é preciso liberar vagas, diz PF

A Polícia Federal (PF) pediu, nesta segunda-feira (12), a transferência de três presos da Operação Lava Jato que estão na carceragem da PF em Curitiba para o Complexo Médico Penal, em Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense.

São eles: o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro Filho (Léo Pinheiro) e do ex-tesoureiro do PP João Claudio Genu.

A PF alega que a quantidade de vagas em sua carcaragem está próxima do “limite aceitável quanto a sua lotação” e que, por isso, é preciso remanejar os presos para que não haja “risco iminente a segurança”.

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos em primeira instância da Lava Jato, manifestou-se pouco depois do pedido. No despacho, ele indeferiu o pedido da transferência de Léo Pinheiro.

Em relação aos outros dois, ele disse que quer ouvir, antes de decidir sobre a remoção, o Ministério Público Federal (MPF).

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta