PF prende mafioso italiano procurado pela Interpol

A Polícia Federal prendeu na manhã de hoje (9) o cidadão italiano Vicenzo Macri no Aeroporto Internacional de Guarulhos, São Paulo. Considerado foragido internacional pela Justiça italiana, Macri será processado na Itália pelo crime de tráfico de drogas.

O preso usava identidade falsa venezuelana e se apresentava como Angelo Di Giacomo.

Vicenzo Macri pertence à homônima família mafiosa da n’drangheta, que opera em Siderno, região da Calabria, na Itália, ligada à outra importante família mafiosa, a dos Commisso. Macri é filho do chefe da família, Antonio Macri, conhecido como o “Boss dos dois mundos”.

O preso tinha a função de resolver assuntos internos da organização mafiosa, reunindo e transmitindo informações importantes e vitais no eixo Siderno Marina – Gioiosa Jonica – Canadá – Holanda.

Entre 2004 e 2015, participou de uma organização criminal de nível transnacional destinada à importação e ao tráfico de substâncias entorpecentes, como cocaína e haxixe, oriundas do Marrocos, países Baixos e República Dominicana, transportadas em contêineres e enviadas por meio de navios para a Itália.

No momento, o preso se encontra custodiado na Polícia Federal em São Paulo.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário