PIB sobe 1% e tem primeira alta após oito quedas consecutivas

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 1% no primeiro trimestre deste ano em relação ao quarto trimestre de 2016 e interrompe um ciclo de oito quedas trimestrais consecutivas, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ainda segundo o instituto, o PIB do primeiro trimestre do ano totalizou R$ 1,594 trilhão.

Nos três primeiros meses de 2017, a safra recorde de grãos tirou a economia de um ciclo de queda, enquanto a indústria e serviços não deram sinais claros de reação. O PIB da agropecuária cresceu 13,4% no período.

O resultado veio dentro das estimativas dos analistas, que previam expansão de 0,50% a 1,50% para o PIB do período de janeiro a março em relação ao imediatamente anterior, com ajuste sazonal. Para o PIB do primeiro trimestre em relação a igual período de 2016, sem ajuste, as previsões eram de retração de 1,20% a expansão de 0,65%.

Grande parte da influência de crescimento, segundo analistas, está relacionada a fatores temporários como da safra recorde que irá impulsionar o PIB da agropecuária. Por isso, avaliam que o crescimento esperado para o primeiro trimestre não deve ser sustentável, sugerindo que a retomada será lenta e gradual, ainda mais neste momento de incerteza política, que deve minguar principalmente os investimentos.

Setores
O PIB da indústria subiu 0,9% no primeiro trimestre do ano na comparação com os três últimos meses de 2016. Na comparação com o primeiro trimestre de 2016, o PIB da indústria mostrou queda de 1,1%.

Na agropecuária a alta foi de 13,4% no primeiro trimestre de 2017 ante o quarto trimestre de 2016. Na comparação com o primeiro trimestre de 2016, o PIB da agropecuária mostrou alta de 15,2%. Nos serviços, o PIB ficou estável em 0,0% na comparação com o trimestre anterior e caiu 1,7% na comparação anual.

O consumo do governo caiu 0,6% em comparação com o quarto trimestre e teve recuo de 1,3% em comparação com o mesmo período de 2016.

O consumo das famílias recuou 1,9% em relação a um ano antes e a queda foi de 0,1% em relação ao quatro trimestre de 2016. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, as exportações cresceram 1,9% e as importações subiram 9,8%.

A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) caiu 1,6% no primeiro trimestre de 2017 ante o quarto trimestre do ano passado. Na comparação com o primeiro trimestre de 2016, a FBCF mostrou queda de 3,7%. Segundo o instituto, a taxa de investimento (FBCF/PIB) ficou em 15,6% no primeiro trimestre.

Fonte: metropoles.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta