PM diz que detentos causaram fogo em presídio de RO antes de fugirem

Dos 11 presos fugitivos, 6 foram recapturados até a manhã desta quinta, 5.
Grupo havia sido impedido de sair do albergue por mau comportamento.

De acordo com o Tenente da Polícia Militar (PM), Davi Inácio dos Santos, que atendeu ao chamado no presídio de Ariquemes depois que 11 presos fugiram da unidade pelo portão da frente durante um incêndio, o fogo foi causado pelos próprios detentos. Segundo a polícia, o grupo de detentos havia sido impedido de sair da unidade, que é do regime semi-aberto, pela Justiça após apresentarem mau comportamento.

“Este grupo, de 16 indivíduos, são os que possuem mau comportamento e possivelmente estão envolvidos em outros crimes no município durante o período que passam fora do albergue. Por conta disso, o Tribunal de Justiça não concedeu a eles o direito de saírem durante o dia como acontece com os demais, e quatro regressariam ao cumprimento da pena no regime fechado”, informou.

Segundo a Casa do Albergado, o fogo atingiu vários colchões, danificou cinco celas do local e destruiu vários objetos dos apenados. Atualmente, cerca de 60 detentos cumprem pena na Casa do Albergado e devido ao incidente, os presos que passariam a noite no local foram liberados para dormirem nas residências onde passam o dia.

Conforme o Tenente Davi Inácio, uma reunião será feita durante a tarde desta quinta-feira para decidir se os demais detentos poderão continuar a passar as noites em suas residências, até que as celas da unidade sejam restauradas.

“Acredito que tudo será resolvido ainda hoje, mas a população pode ficar despreocupada quanto a estes apenados. Pois todos possuem local de trabalho comprovado no município e estão sendo monitorados pelo sistema de segurança”, salientou.

Seis presos, dos onze que fugiram do regime semiaberto, foram recapturados até a manhã desta quinta-feira (5) após um incêndio na Casa do Albergado. De acordo com a unidade prisional, dos 16 presos que estavam na unidade, 11 aproveitaram a confusão e saíram pelo portão de entrada. Os outros cinco apenados que não foram localizados utilizam tornozeleiras eletrônicas e estão sendo procurados pelas autoridades.

Sejus

Em nota ao G1, a Secretaria de Justiça do Estado (Sejus) os demais apenados que não fugiram foram encaminhados para suas residências, devendo comparecer no período diurno para assinar folha de frequência na unidade. Engenheiros da Sejus, junto com o Coordenador Geral do Sistema Penitenciário de Rondônia, David Inácio, estão se deslocando para o município de Ariquemes, para avaliar a situação e tomar as providências necessárias.

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário