fbpx
PM é condenado por bater cabeça de morador em lata de lixo durante abordagem

Com a sentença, o policial foi condenado a 1 ano e 6 meses de prisão em regime fechado. A agressão ocorreu no município de Brasnorte no ano de 2011

Um policial militar de Brasnorte, a 580 km de Cuiabá, foi condenado pela Justiça de Mato Grosso, por agredir um morador e bater a cabeça dele em uma lata de lixo durante uma abordagem. A decisão é da Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) e é assinada pelo desembargador Gilberto Giraldelli, relator do processo.

Com a decisão, o TJMT acolheu um pedido do Ministério Público (MP) e reformou a sentença dada em primeira instância, que absolvia o policial Reideval Pinto de Miranda. O G1 não conseguiu localizar a defesa dele.

O caso foi registrado em 2011. De acordo com o processo, o policial fazia patrulhamento em Brasnorte com o propósito de localizar um suspeito de cometer um furto.

Na rodoviária do município, ele abordou Luciano Rodrigues Pereira e, “por acreditar que este zombava a polícia, passou a desferi chutes em sua canela, tapas em sua nuca, determinando-o que ajoelhasse para, na sequência, forçar sua cabeça contra um tambor de lixo”.

Um morador que tentou intervir também teria sido agredido na região do abdômen e na costela.

O fato só foi denunciado 17 dias depois, de acordo com a decisão, por “temor” da vítima. Ele havia procurado um hospital após a agressão alegando que havia caído de um cavalo.

“Não se mostra crível acreditar que um baque no chão atingiria tantas áreas e com tamanha severidade, já que o exame de corpo de delito confeccionado mais de duas semanas depois ainda foi capaz de constatar ofensas à sua integridade física, cujo resultado o expôs a risco de vida”, diz trecho da decisão.

Durante as audiências de instrução e no julgamento da primeira instância, o policial alegou que sofria de transtorno mentais.

Com a sentença, ele foi condenado a 1 ano e 6 meses de prisão em regime fechado por ofender a integridade corporal ou saúde de alguém.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta