Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

PM encontra R$ 240 mil em canos de PVC que haviam sido roubado dos Correios

0

Dinheiro de roubo de agências dos Correios estava escondido nos canos no jardim de uma casa em Muzambinho

A Polícia Militar do Sul de Minas recuperou nesta segunda-feira mais de R$ 240 mil roubados de agências dos Correios, casas lotéricas e de bancos da região. O local do esconderijo surpreendeu: havia R$ 220 mil distribuídos em canos de PVC, numa casa em de Muzambinho. Além das notas, que estavam no jardim do imóvel, havia mais de R$ 40 mil em guarda-roupas e outros lugares. A ação foi resultado de mandado de busca e apreensão, expedido depois de investigação conjunta dos militares com a Polícia Civil.

No último roubo, dia 27 de junho, o gerente dos Correios de Guaranésia e a esposa dele foram feitos reféns. No dia seguinte à ação, a mulher foi trancada no banheiro de casa, enquanto um dos bandidos levou o gerente bem cedo até a agência para abrir o cofre. O cerco à quadrilha, que deve ter pelo menos cinco integrantes, começou depois de um dos acusados ter sido reconhecido numa agência bancária. A quadrilha não usava explosivos em caixas eletrônicos. Os roubos eram cometidos diretamente nos caixas, com ameaças aos funcionários.

A ação dessa segunda-feira foi montada a partir de informações de que havia um carro GM Cruze, branco, em situação suspeita dentro de um lava-jato localizado nas imediações de três bancos, em Muzambinho. A polícia verificou que a placa era na verdade de um Vectra preto e que o Cruze tinha sido furtado no domingo (10). Na abordagem, foi preso Kevyn Militão Savi Lemes, de 20 anos, que tinha mandado de prisão em aberto por vários roubos na região. Outro suspeito, Cleiton aparecido Inocêncio, também com mandado de prisão, conseguiu fugir Num Uno verde.

  • Brasileiro e boliviano são presos por sequestro e roubo de um avião

    Foram presas ainda duas mulheres que estavam na casa onde o dinheiro foi recuperada. Elas foram liberadas depois de prestarem depoimento. Foram apreendidos ainda revólver e munições, três veículos, tabelete de maconha, várias peças de veículos, jóias, relógios e aparelhos eletrônicos, além de rádios conectados na frequência da PM, roupas e tênis de marca. O major Valdeci Donizeti Mattos, comandante da 79ª Companhia da Polícia Militar de Guaxupé, acredita que a quadrilha seja integrada por pessoas da região, pois Kevin é natural da cidade e Cleyton é de Guaranésia. Mas os crimes têm se expandido. “Em Itaobi, no estado de São Paulo, eles cometeram roubo também e estão com mandado de prisão decretada”, disse o major.

  • Em Tempo
Comentários
Carregando