Caso aconteceu em Cuiabá e cenas causaram revolta na população; Tortura aconteceu na frente de muita gente. No local um trabalhador foi morto de maneira covarde com tiros de escopeta calibre 12

Além dos tiros de escopeta calibre 12, um deles pelas costas que mataram um trabalhador inocente, um vídeo mostra outro trabalhador, mesmo algemado sendo espancado violentamente por policiais militares. As cenas comprovam um despreparo absurdo de uma centenária Polícia Militar criada para defender, e não para matar e torturar cidadãos, honestos e trabalhadores.

A violência – a tortura escancarada na frente de muita gente -, e a morte brutal durante um tumulto na construção de um Resort no exótico paraíso, ao lado da lagoa de Manso, em Chapada dos Guimarães (Baixada Cuiabana, a 65 quilômetros de Cuiabá), revoltou milhões de pessoas em Mato Grosso e no Brasil.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]

O vídeo foi mostrado na manhã desta segunda-feira, 14, no programa Cadeia Neles, exibido pela TV Record, em Cuiabá. São cenas revoltantes, que colocam em cheque, principalmente a competência e o preparo de policiais militares que deveriam estar à serviço do bem, e não do mal, como acabou acontecendo.

Despreparados, os policiais militares chamados para conter um tumulto entre trabalhadores – a maioria homens braçais e de pouco cultura – acabaram transformando o local em um campo de “guerra”. Lamentável. As informações são do 24 horas News.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta