Polícia ainda não sabe os motivos da morte dos 3 amigos em Goiás

Corpos dos três homens foram achados com marcas de tiros, em Anápolis

Amigos e parentes lamentam nas redes sociais as mortes de Rodrigo Henrique Santana Ferreira , Filipy Henrique Nunes, de 29, e Leandro Silva Vicente, de 37 anos, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Eles sumiram após sair para uma festa e, dias depois, foram encontrados mortos com marcas de tiros.

Comovidos, os internautas dizem “não acreditar” no que aconteceu. Em uma das homenagens, uma amiga lamenta a forma que eles morreram e pede consolo. Ela ainda afirma que vai guardar com carinho o que viveram juntos.

“Amigos com a vida interrompida de uma forma terrível que nos machuca ainda mais! É difícil acreditar, parece que a ficha não cai! O que peço pra Deus hoje é que nos traga consolo, que acalente os corações dessas mães! E que dê forças para continuar seguindo em frente, com esse vazio. Que vocês descansem em paz, meninos! E saibam que vocês deixaram muitas histórias, sorrisos e lembranças boas, que vão sempre ficar guardados em nossos corações!”, escreveu na publicação.

Os internautas também relembram momentos que compartilharam com o trio. Um amigo de Leandro, por exemplo, postou uma foto dele e agradeceu pela amizade: “Seremos todos gratos por tantos sorrisos, tantas gargalhadas, momentos bons ao seu lado”

Crime

Segundo o delegado Vander Coelho, responsável pela investigação, os amigos marcaram de se encontrar na casa de Filipy para irem a uma festa na última sexta-feira (3). No entanto, o trio não chegou ao local do evento.

“Eles estiveram juntos na sexta-feira e, provavelmente, foram pegos na casa de Filipy por alguém que tenha envolvimento com o crime. Desde então, não foram mais vistos. O curioso é que os corpos estavam em locais completamente distintos. Ainda não temos nenhuma pista sobre o que pode ter motivado este crime”, disse.

O corpo de Rodrigo Henrique foi o primeiro a ser encontrado, no sábado (4), em uma rua na região sudeste de Anápolis. No dia seguinte, o corpo de Filipy foi achado em uma estrada de chão, próxima à GO-222. Já o corpo de Leandro foi encontrado na segunda-feira (6) em um terreno próximo ao Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia).

Coelho acredita que eles também foram mortos em locais diferentes. “Em conversas preliminares com os peritos, ao que tudo indica, eles foram mortos nos locais onde foram encontrados. Eles não teriam só sido depositados naquele local. Mas continuamos em diligências em busca de mais informações sobre o caso”, explicou.

Segundo o delegado, ainda não se sabe o que pode ter motivado o crime. Filipy, conforme o investigador, já tinha passagem por tráfico de drogas. Os demais não tinham registro na polícia.

G1/GO

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta