Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Polícia Civil inicia projeto “Pacificando a Escola”

0

Na tarde desta quarta-feira (23) a Polícia Civil de Rondônia lançou na Escola Rio Branco, localizada na Rua Rafael Vaz e Silva, o projeto denominado “Pacificando a Escola”, de autoria do delegado de polícia Paulo Xisto.

O projeto tem por objetivo criar uma parceria entre as escolas e a Polícia Civil, de forma permanente, através da implantação de uma sistemática de mediação dos conflitos havidos no âmbito do ambiente escolar, visando a melhoria na aprendizagem e nas relações sociais. Este projeto beneficiará aproximadamente 1.400 alunos.

O evento contou com a presença da diretora da escola Nara Vargas, o Diretor Geral da Polícia Civil, Pedro Mancebo, os delegados Elza Aparecida de Castro, Lizett Possidônio Pilz e Carlos Alberto Marques, policiais civis, professores, alunos, pais de alunos, além de outros convidados.

O idealizador da ideia, delegado Paulo Xisto, citou o psicólogo argentino Boggino, que, ao tratar de tema análogo, afirma que “… precisamos analisar a violência pelo paradigma da complexidade, não basta imputar ao aluno a pecha de indisciplinado ou que a família não é estruturada ou ao professor”.

Segundo Paulo Xisto, tais conflitos ocorridos devem ser analisados dentro de todo um contexto sócio-educacional-cultural, e que só assim poderemos calibrar as suas inter-relações.

No lançamento do projeto, o Diretor Geral de Polícia Civil, Pedro Mancebo proferiu uma palestra sobre a Polícia Civil e suas atribuições perante à sociedade.

Perspectiva

Além de informar aos convidados as atribuições da Polícia, ele destacou a diferença do trabalho da Polícia Militar, que é preventiva e da Polícia Civil, que é repressiva e investigativa. Explanou, também, sobre alguns dos temas que serão abordados no projeto, como bullyng e proteção à criança e ao adolescente, bem como a apuração do ato infracional.

Segundo o aluno Izaque Gomes, da aceleração ‘A’, a Polícia dentro da escola impõe respeito, pois só a presença do diretor e vice-diretor não é suficiente para intimidar alunos agressivos e nervosos.

A aluna Ana Carola, do 8º ano, acha que o número de violências e brigas escolares será reduzido com a presença da Polícia Civil na escola, que estará orientando os alunos através de palestras.

Dando segmento ao projeto, em 2014 será elaborada uma grade escolar com os temas bullyng, lei Maria da Penha, perigo das redes sociais, efeitos nocivos das drogas e outros, trabalhando assim a prevenção da violência e agressividade nas escolas.

Fonte: Assessoria PC

Comentários
Carregando